Queda motivada por erros

Com seis pontos de vantagem para o vice-líder, Raposa liga sinal de alerta para evitar sustos

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães e Bruno Trindade |

Aperto. Marcelo Oliveira voltou a criticar o calendário brasileiro, que não deixa tempo para treinos
MOISES SILVA / O TEMPO
Aperto. Marcelo Oliveira voltou a criticar o calendário brasileiro, que não deixa tempo para treinos

De franco favorito ao título, o Cruzeiro, ainda líder do Campeonato Brasileiro, começa a dar sinais de fraqueza no segundo turno e coloca dúvidas sobre a manutenção da liderança na disputa nacional. Apesar de ter seis pontos de diferença para o Internacional, atual vice-líder, a queda acentuada de rendimento da equipe celeste mostra que o sinal de alerta precisa ser ligado na Toca da Raposa II.

Além do baixo aproveitamento nas nove rodadas iniciais do segundo turno, comparado à mesma quantidade de jogos da primeira metade da competição, o ataque cruzeirense perdeu a eficiência antes demonstrada. E a defesa, além de os números apontarem ligeira piora, destaca-se negativamente pelos graves erros coletivos e individuais.

As justificativas da comissão técnica celeste para o momento de instabilidade da Raposa são recorrentes: cansaço dos atletas, pouco tempo para a recuperação física e treinamentos, e ausência de peças importantes no elenco, seja por convocações para a seleção brasileira, lesões ou suspensões.

O conjunto de problemas ocasionou duas derrotas consecutivas, contra Corinthians e Flamengo, o que não acontecia há cinco meses. Sem tempo para corrigir ou lamentar, cabe ao técnico Marcelo Oliveira encontrar soluções extracampo para recolocar a equipe celeste no caminho das vitórias.

“Conversar é o normal. Já fazemos após cada jogo a avaliação da partida, tudo que aconteceu de bom, o que não foi legal, o que a gente precisa melhorar. As coisas vão novamente caminhar bem com as vitórias para seguir com o objetivo da conquista”, ressaltou o técnico Marcelo Oliveira.

Se o momento é de apreensão, o passado recente mostra que a equipe pode mudar o cenário. No ano passado, nesta mesma etapa do Brasileirão, o Cruzeiro também perdeu duas partidas – para São Paulo e Atlético – e se recuperou em seguida contra o Fluminense.

Cartões

Problemas. O volante Nilton está fora do jogo com o Vitória por ter recebido o terceiro cartão amarelo. Mayke, Ceará, Léo, Dagoberto, Alisson e Marquinhos estão pendurados e podem virar problemas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave