Incêndio destrói fábrica de calçados em Nova Serrana

O incêndio teria se iniciado quando um pequeno curto-circuito lançou uma faísca em um recipiente com solvente, um produto altamente inflamável

iG Minas Gerais | Breno de Araújo |

CIDADES - NOVA SERRANA - MG - 13.10.2014 
Um incendio de grandes proporcoes destruiu uma fabrica de calcados localizada no centro de Nova Serrana , na manha de ontem . O Corpo de Bombeiros foi acionado para comparecer ao local e foram necessarias mais de sete horas de trabalho para apagar completamente as chamas . 

FOTO : Divulgacao / Jornal O Popular Nova Serrana
Divulgação / Jornal O Popular Nova Serrana
CIDADES - NOVA SERRANA - MG - 13.10.2014 Um incendio de grandes proporcoes destruiu uma fabrica de calcados localizada no centro de Nova Serrana , na manha de ontem . O Corpo de Bombeiros foi acionado para comparecer ao local e foram necessarias mais de sete horas de trabalho para apagar completamente as chamas . FOTO : Divulgacao / Jornal O Popular Nova Serrana

Um incêndio de grandes proporções destruiu uma fábrica de calçados, na região central de Nova Serrana, nesta manhã. O Corpo de Bombeiros gastou cerca sete horas para conter as chamas.

Segundo funcionários da empresa, quando o incêndio começou, por volta das 8 horas, eles tiveram que evacuar o galpão às presas e diversos objetos pessoais, como celulares e documentos, foram destruídos.

Ainda segundo os funcionários, o incêndio teria se iniciado quando um pequeno curto-circuito lançou uma faísca em um recipiente com solvente, um produto altamente inflamável. As chamas saíram de controle e foi necessário acionar os bombeiros de Divinópolis  para ajudar no combate ao fogo. Ao todo, seis viaturas e 12 homens estiveram empenhados no combate. O galpão onde a fábrica funcionava ficou parcialmente destruído. O calor intenso provocou rachaduras nas paredes do galpão e o telhado ruiu.

A fábrica produzia tênis e sandálias utilizando espuma vinílica acetinada (E.V.A.), um material de fácil e rápida combustão que também libera uma fumaça altamente tóxica. O vento espalhou a fumaça negra que tomou todo o centro da cidade e que pode ser vista a quilômetros de distância.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros foram gastos aproximadamente 50 mil litros de água para conter as chamas. Até o fechamento desta edição não havia informações técnicas do Corpo de Bombeiros sobre a estrutura do galpão ou se a empresa seria ou não segurada. Todo o maquinário, estoque e material da fábrica foi destruído.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave