Atira em rival e acerta criança de 9 meses

Suspeito, que já responde por um homicídio, tentou agredir o pai do bebê, que estava dormindo na cama dos pais

iG Minas Gerais | EVANDRO TELES |

Marcas de sangue do bebê ficaram espalhadas pela casa
Moisés Silva
Marcas de sangue do bebê ficaram espalhadas pela casa

Um homem de 28 anos foi preso por policiais militares na manhã de ontem suspeito de balear um bebê de 9 meses, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. O crime aconteceu de madrugada em um condomínio no bairro Cachoeira.

“O alvo dos disparos era o pai da menina, que nada sofreu. A bala entrou pelo peito e saiu pelas costas. Felizmente, nenhum órgão vital foi atingido, e o bebê não corre risco de morte. O autor da tentativa de homicídio aproveitou que a janela do quarto da residência estava aberta e tentou acertar o pai da vítima, com quem teria uma rixa. Ele dormia junto com a criança e a companheira”, disse um dos militares que atenderam a ocorrência.

O suspeito Carlos Alberto dos Santos, também conhecido como Tico, foi detido na casa do padrasto, por volta das 10h.

“Fizemos uma vistoria no local, mas não conseguimos localizar a arma que teria sido usada no crime”, disse um PM.

A mãe da menina revelou à polícia que Tico conseguiu acesso ao imóvel através de uma mata que cerca o condomínio. “O pai da vítima afirmou ainda que estava em uma oficina mecânica na manhã de hoje (ontem) quando avistou o autor dos disparos próximo à sua casa. No entendimento dele, Tico voltou ao local para confirmar se havia conseguido matá-lo. Logo depois, ele acionou a PM, que conseguiu prender o suspeito”, completou um policial.

A proprietária do condomínio informou à polícia que o casal morava no local havia cerca de um mês e que não tinha muitas informações a respeito da família.

O pai da vítima revelou à polícia que outra filha, de 1 ano e 10 meses, também estava no quarto no momento dos disparos.

“Ele usou uma garrucha calibre 32 e atirou na direção de nossa cama de casal. Um tiro acertou minha filhinha menor, e outro pegou no travesseiro de minha mulher. A minha outra filha dormia em uma cama de solteiro e, graças a Deus, não foi atingida”, disse.

A Delegacia de Plantão informou que o suspeito responde por um homicídio que teria sido cometido em 2012, além do crime de porte ilegal de arma em 2010.

 

Briga teria começado em invasão A suposta rixa entre Carlos Alberto dos Santos e o pai da menina teria começado há cerca de um mês em uma invasão de terreno localizado no bairro Marimbá, em Betim.

De acordo com o pai da menina, Tico teria sido agredido por alguns integrantes da invasão após tê-los ameaçado com uma arma.

“Ele havia consumido drogas e muita bebida alcoólica. Em um determinado momento, ele ameaçou a atirar nas pessoas, ocasião em que foi desarmado e agredido. Não participei das agressões, mas ele cismou comigo. Agora, só espero que seja feita justiça e que ele pague pelo que fez”, concluiu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave