Reencontro de cubanos marca clássico entre Sada Cruzeiro e Minas

Depois de jogarem juntos em seleção de província, Leal e Yadrian estarão em lados opostos, nesta terça-feira

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Leal era dúvida para o clássico, mas teve condições de entrar em quadra
Leal era dúvida para o clássico, mas teve condições de entrar em quadra

O segundo encontro entre Sada Cruzeiro e Minas Tênis Clube na temporada vai valer mais do que três pontos na tabela de classificação do Campeonato Mineiro. Quem vencer o jogo desta terça-feira, termina a primeira fase do torneio na liderança, dando ao ganhador o direito de sediar as semifinais do torneio, que acontecem no próximo sábado. A final também vai acontecer no mesmo local. Nos últimos quatro anos, o Sada Cruzeiro foi campeão fazendo as semifinais em casa, depois de terminar a fase de classificação no primeiro lugar.

No entanto, uma das novidades dentro de quadra será o reencontro entre dois velhos amigos. O ponta cubano Yadrian, recém-contratado pelo Minas, estará frente a frente com o compatriota e companheiro de posição Leal, do Sada Cruzeiro. Eles jogaram juntos há muitos anos e agora estão na mesma cidade, mas em lados opostos. "Jogamos juntos no time da nossa província, em Cuba, quando éramos juvenis. Era um time da escola nacional de vôlei. Ele acabou seguindo um outro caminho, mas fico feliz de tê-lo por perto novamente", mostra Leal.

Yadrian garante que o clima pode esquentar dentro de quadra, com cada um buscando ajudar seu time, mas que depois da partida tudo estará em casa. "Não há conflito entre a gente, pelo contrário. Jogamos juntos e agora somos rivais. Ele foi meu companheiro de time e tivemos boas experiências juntos", revela o minastenista.

Da praia para as quadras Depois de jogarem juntos, Yadrian foi atuar no vôlei de praia, de onde saiu para defender o clube da Rua da Bahia. Para Leal, ele não precisará de adaptação, já que conhece bem o vôlei de quadra. "Ele é um bom jogador e isso ajuda na transição. Como ele já atuou no vôlei de quadra, fica mais fácil se adaptar, apesar da praia ser um esporte bem diferente. Acho que ele não sofrerá tanto como muitos podem pensar", projeta Leal.

Yadrian revela que, por mais que esteja vindo da praia, ter jogado o vôlei de quadra, será útil para que ele encontre um bom ritmo o quanto antes. "Não é a primeira experiência na quadra, já joguei na seleção cubana. Foi uma oportunidade fundamental para mim", afirma.

Os fortes treinos que já realiza e as dicas que recebe dos companheiros poderão minimizar as dificuldades. "A adaptação ao Brasil está muito boa, conto com o apoio dos meus companheiros. Com algum tempo de trabalho, acredito que estarei em um bom nível", mostra.

O jogador celeste elogia o ex-companheiro, que mostra a já conhecida característica caribenha. "Ele é um jogador de muita força e acredito que terá um belo caminho no Minas", comenta Leal. Yadrian acredita que será útil ao Minas principalmente na parte ofensiva. "A potência no ataque é meu ponto forte", resume.

Encontro para relembrar momentos em Cuba

A presença de um cubano em Belo Horizonte já faz Leal pensar em algum encontro com o amigo. Em breve, ele espera conseguir estar ao lado de Yadrian fora das quadras, para colocar o papo em dia. "Será bacana sair com ele e falarmos espanhol. Depois podemos combinar um dia, com calma, para sairmos e conversamos bastante", diz.

Para o celeste, a situação de ter um cubano na capital lhe agrada, mas poderia ser ainda melhor. "Se ele estivesse no Sada Cruzeiro, seria perfeito. Fico feliz de ele ter conseguido sair da ilha para tentar ajudar sua família. Este é o objetivo de todos os cubanos. Em quadra, cada um fará sua parte, mas fora dela, espero que possamos manter um contato permanente", reforça Leal.

A partida entre os dois maiores times do Estado acontece às 20h30 no ginásio da UNIFEMM, em Sete Lagoas. O local mostra a presença do vôlei mineiro em outros praças, saindo do lugar comum Belo Horizonte-Contagem. A grande presença de público que é esperada não deve ter dificuldades para se confirmar, comprovando o potencial que o esporte tem em outras cidades. Será a primeira vez dos dois times jogando no ginásio, inaugurado recentemente.

Todos os 3.500 ingressos já foram distribuídos para os torcedores, que na semana passada trocaram os bilhetes por 1kg de alimento não perecível.