Caçula do grupo teen Jonas Brothers lança disco solo

Nick Jonas é o último de uma geração de artistas criados na Disney a fazer a transição de ídolo teen para músico pop adulto

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Nick Jonas parte para carreira solo
Reprodução/Site oficial
Nick Jonas parte para carreira solo

Nick Jonas é o último de uma geração de artistas criados na Disney a fazer a transição de ídolo teen para músico pop adulto. Com 6 kg a mais de músculos (ganhos para interpretar um lutador de MMA na série "Kingdom"), o caçula do extinto Jonas Brothers lança dia 11 de novembro o disco que leva seu nome, e é influenciado por ídolos de outras épocas.

Oficialmente livre das melodias infanto-juvenis, Nick cita Prince e Stevie Wonder como as maiores influências da música que traz em seu segundo trabalho solo, o primeiro autoral.

"Para mim é uma grande evolução e meio que uma nova jornada. Eu cresci muito musicalmente e como pessoa", disse o cantor à Folha de S.Paulo, por telefone.

"A influência do Prince sempre esteve lá para mim. Eu tento misturar algo como Stevie Wonder e coisas mais modernas como The Weeknd e Frank Ocean."

Dois singles do disco já foram lançados, "Chains" e "Jealous", ambos uma mistura entre soul e pop, conforme define.

Curiosamente, este não é o primeiro trabalho solo do cantor: aos 12 anos Nick, 22, fez sua estreia musical com um álbum de canções natalinas, após ter sido descoberto cantando no cabeleireiro da mãe. O sucesso veio mais tarde com o reforço dos dois irmãos mais velhos, Kevin e Joe, que juntos deram origem a febre teen Jonas Brothers.

O grupo teve seu auge em 2007, quando os três participaram de um episódio da série de Miley Cyrus, até então em sua versão boa-moça, do Disney Channel, e depois estouraram ao lado de Demi Lovato no filme "Camp Rock", sucesso entre pré-adolescentes.

GENTE GRANDE - Nos anos seguintes, enquanto as duas companheiras de musicais infanto-juvenis deixavam os estúdios Disney para chocar o público com suas "versões adultas", os irmãos Jonas continuaram a gravar, perdendo parte do público que crescia e mudava de canal.

O término da boy band aconteceu em dezembro do ano passado, após alguns anos de especulações -desde 2010 Nick já se dedicava a outros projetos musicais.

Na derradeira da transição para a "fase adulta", o músico seguiu a cartilha do "choque" de Cyrus e Lovato, exibindo fotos sensuais e ostentando seus recém-criados músculos.

A boa forma, porém, não é apenas vaidade ou estratégia de marketing: nos últimos meses Nick se revezou entre os estúdios de gravações e os sets de filmagem da série "Kigdom", da DirecTV, sobre lutadores MMA. A atuação foi elogiada pela crítica após a exibição do primeiro episódio nos EUA, na semana passada.

Multi-artista desde criança, com passagem pela Broadway (além das já citadas participações na Disney), Nick pretende manter a fama de "workaholic". "Quero ser ganancioso e ter uma carreira na qual posso atuar e tocar", comentou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave