Após quarta derrota no returno, Marcelo nega relaxamento do Cruzeiro

Treinador atribuiu resultados negativos às falhas que o time vem cometendo nas últimas partidas

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Marcelo Oliveira viu o Cruzeiro perder a segunda partida seguida no returno e somar seis derrotas até aqui no Brasileirão
Marcelo Regua/ Light Press
Marcelo Oliveira viu o Cruzeiro perder a segunda partida seguida no returno e somar seis derrotas até aqui no Brasileirão

O Cruzeiro ainda segue com uma boa diferença de seis pontos para o vice líder do Campeonato Brasileiro, o Internacional. Mas o time já não apresenta a mesma regularidade do primeiro turno, quando perdeu apenas duas partidas. Após nove jogos do returno, a equipe já acumula quatro derrotas. A última delas sofrida na tarde desse domingo para o Flamengo por 3 a 0. 

Após o jogo, o técnico Marcelo Oliveira negou que o time tenha relaxado com a vantagem aberta na tabela de classificação. Para ele, o time precisa recuperar a concentração durante os jogos. 

"Acho que não aconteceu isso (Cruzeiro relaxar). Houve muita luta, tanto nesse jogo, quanto no do Corinthians. O Campeonato está completamente aberto, Internacional, Corinthians e São Paulo estão perseguindo, estamos conscientes de que temos que fazer de cada jogo uma decisão. Jogar bem como temos costume de jogar. Minimizar os erros agora. É plenamente corrigível porque temos um grupo unido e consciente também", ressaltou o treinador. 

O Internacional se aproveitou do tropeço celeste e voltou à vice-liderança, ao bater o Fluminense por 2 a 1. Chegou a 50 pontos. Marcelo minimizou o encurtamento da distância, que era de nove pontos há duas rodadas e caiu para seis. 

"Nós não podemos é nos apegar a isso, o outro vai perder, tem um jogo difícil, mais ou menos difícil etc. As surpresas acontecem, está todo mundo lutando muito. Precisamos fazer o que estávamos fazendo sem essas desatenções. O futebol físico, emocional e tático como é hoje, com a desatenção se paga um preço muito caro. Com dois gols de erros que poderiam ser evitados, é claro que o Flamengo cresceu muito e passou a jogar no contra-ataque. Vamos analisar bem o que aconteceu nos últimos jogos, indignar, mas dar força porque temos um grupo unido, inclusive para encurtar esse caminho do campeonato", concluiu Oliveira. 

Na próxima rodada, o Cruzeiro encara o Vitória, fora de casa, no domingo. Antes, a equipe ainda joga contra o ABC-RN, em Natal, pelo jogo de volta pelas quartas de final da Copa do Brasil.