Com um a menos, Chapecoense segura e vence Bahia

O resultado foi ruim para o time da casa, que está na 16.ª colocação, com 30 pontos, e pode retornar à zona de rebaixamento

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Com um jogador a menos em campo durante quase todo o segundo tempo, após a expulsão de Tiago Luis, a Chapecoense foi mais eficiente e venceu o Bahia por 1 a 0 na tarde desse domingo, em partida válida pela 28.ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. A equipe catarinense segurou a pressão do adversário e conseguiu o triunfo em plena Arena Fonte Nova, em Salvador.

O resultado foi ruim para o time da casa, que está na 16.ª colocação, com 30 pontos, e pode retornar à zona de rebaixamento. Já a equipe catarinense subiu para 34 pontos, cinco acima da zona de perigo, e pode agradecer o goleiro Danilo o grande destaque em campo, por isso.

Agora, o Bahia volta suas atenções para a Copa Sul-Americana, pela qual enfrenta o Universidad César Vallejo, quarta-feira, no Peru. Já a Chapecoense volta a campo somente no sábado que vem, quando pega o Atlético-MG, no Independência, pela 29.ª rodada do Brasileirão.

O JOGO - Com poucas tentativas de gol de um lado e de outro no primeiro tempo, o Bahia, embora marcasse mais, não foi suficientemente ofensivo, abriu espaço e a Chapecoense acelerou o jogo e inaugurou o placar aos 38 minutos, com Tiago Luis. O jogador arriscou de longe, a bola ainda bateu no gramado na frente do gol, confundindo Marcelo Lomba, e balançou a rede do tricolor baiano. O mesmo Tiago Luis recebeu cartão amarelo por tirar a camisa para comemorar o feito. A primeira etapa da partida seguiu sem grandes lances.

No segundo tempo, porém, o jogo começou complicado. Aos seis minutos, mais uma vez, Tiago Luis foi punido pelo árbitro, porque empurrou, sem bola, o zagueiro Lucas Fonseca. Ele recebeu o segundo cartão vermelho, e deixou a Chapecoense com um jogador a menos. A torcida baiana vibrou com a vantagem em campo.

A partida esquentou e ganhou velocidade. O Bahia passou a atacar mais, com várias tentativas de gol, mas esbarrava nas mãos de Danilo. Uma dessas situações aconteceu aos 30 minutos, quando Rafinha cruzou, Kieza desviou de cabeça, mas Danilo fez grande defesa. Aos 44 minutos Marcos Aurélio ainda tentou empatar, em cobrança de falta, mas, novamente, Danilo voltou a defender, com segurança.

Leia tudo sobre: futebolbahiachapecoensecampeonato brasileiro