Cruzeiro joga mal e perde para o Flamengo por 3 a 0

Equipe celeste teve tarde pouco inspirada no Maracanã e foi facilmente batido pelos cariocas

iG Minas Gerais | Diego Costa |

Junte uma tarde pouca inspirada, desfalques importantes e um palco que se tornou um verdadeiro terror para os mineiros. A soma não poderia dar coisa boa. No Maracanã, o líder do Campeonato Brasileiro sentiu isso e foi facilmente batido pelo Flamengo e perdeu por 3 a 0.  Com a derrota, o Cruzeiro se manteve com 56 pontos, ainda tem seis de vantagem do segundo colocado, o São Paulo. Na quarta, o time vai enfrentar o ABC, em Natal, no jogo de volta pelas   O Jogo. Após a derrota para o Corinthians, o técnico Marcelo Oliveira preferiu mudar a formação tática da equipe. Sem Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, o meio-campo celeste ganhou mais um volante. Nilton começou jogando, ao lado de Henrique e Lucas Silva. Alisson também foi o titular. Pior para Marlone e o atacante Willian, que estão deixando a desejar nesta temporada.  Mas os cariocas não queriam nem saber se era o líder isolado do Campeonato Brasileiro do outro lado e partiram para cima. Em um gol contra de Dedé, daqueles clássicos, aos 13 minutos. Após cruzamento da direita, de Alecsandro, ele se antecipou ao goleiro Fábio e mandou contra as próprias redes.    Somente a partir dos 25 minutos, as coisas começavam a clarear. Tanto que dos 30 aos 33 anos, o Cruzeiro teve três grandes chances, uma delas claríssima. E logo o boliviano Marcelo Moreno, artilheiro celeste com 13 gols. Sozinho, após bela trama, ele recebeu um toque de cabeça de Egídio e emendou um peixinho, na pequena área.  Na segunda etapa, Marcelo voltou ao esquema com dois volantes e três jogadores no meio-campo. Willian entrou na vaga de Nilton.    Se as coisas não funcionavam na linha de frente, na defesa as coisas iam de mal a pior. Aos 11 minutos, o zagueiro Manoel foi proteger a bola para a saída do goleiro de Fábio, Canteros foi mais esperto, roubou a bola e fez o gol.    Estava fácil. Aos 16 minutos, o Flamengo fez mais um. Em jogada de Alecsandro pela direita, ele cruzou para Gabriel, que finalizou de primeira, no ângulo. Marcelo Oliveira ainda colocou Marlone e Borges, sem resultado.   Assim, segue estigma do Novo Maracanã. Agora são sete jogos, com quatro derrotas e três empates

Leia tudo sobre: CruzeiroFlamengofutebol