PSB declara apoio ao PMDB no Ceará

Executiva estadual do partido reuniu-se pela manhã e a candidata derrotada Eliane Novais (PSB) declarou o apoio a Eunício Oliveira

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Derrotado no primeiro turno da eleição para governador do Ceará, o PSB declarou neste sábado (11) apoio à candidatura de Eunício Oliveira (PMDB), que enfrenta Camilo Santana (PT) no segundo turno.

A Executiva estadual do partido reuniu-se pela manhã e a candidata derrotada Eliane Novais (PSB) declarou o apoio a Eunício. Há uma semana, Novais havia dito que não apoiaria ninguém.

De acordo com a campanha de Eunício, o candidato irá incorporar em seu programa de governo propostas do PSB como ações de convivência com a seca, implantação de políticas para as mulheres e do Pacto Pela Vida, programa de segurança pública do ex-governador Eduardo Campos (PSB-PE), morto em um acidente aéreo em agosto deste ano.

"Queremos tirar o Ceará do atraso e Eunício é o único capaz de retomar o diálogo com os movimentos sociais, implantar as políticas para as mulheres e instituir um comitê gestor que vai conversar com os servidores públicos", disse Novais em nota publicada pela campanha peemedebista.

Eunício Oliveira já contava com PSDB, DEM, PR, PPS, PSC, PSDC, PRP e PTN em sua chapa. Ele obteve 46,4% dos votos no primeiro turno, contra 47,8% de Camilo, candidato da situação no Estado, apoiado pelo governador Cid Gomes (Pros).

O petista tem apoio de PP, PDT, PTB, PV, PSD, PC do B, PT do B, Solidariedade, Pros, PRB, PSL, PRTB, PHS, PMN, PTC, PEN e PPL.

Novais disputou sem partidos aliados e ficou em terceiro lugar, com 3,4% dos votos.

Nacionalmente o PSB declarou na semana passada apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB), posicionamento seguido neste domingo (12) pela ex-candidata à Presidência pelo partido, Marina Silva, derrotada no primeiro turno.

A legenda deixou seus diretórios estaduais livres para selar apoios. Em Pernambuco, o partido apoiou Aécio. Na Paraíba, o governador candidato à reeleição, Ricardo Coutinho, declarou apoio à presidente Dilma Rousseff (PT), assim como o senador João Capiberibe, presidente do PSB no Amapá.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave