Com nova produtora, Call of Duty não sai da mesmice

Com um ano de diferença para Ghosts, lançado em 2013, o título se mostra um tanto quanto repetitivo

iG Minas Gerais | Da redação |

A Activision trouxe até uma nova produtora para desenvolver o jogo, a Sledgehammer, no lugar das costumeiras Infinity Ward e Treyarch
Reprodução
A Activision trouxe até uma nova produtora para desenvolver o jogo, a Sledgehammer, no lugar das costumeiras Infinity Ward e Treyarch

Os equipamentos e armas futuristas do novo título "Advanced Warfares" não parecem ser o suficiente para tirar "Call of Duty" do estigma de mesmice que tem acompanhado os últimos lançamentos da franquia.

A Activision trouxe até uma nova produtora para desenvolver o jogo, a Sledgehammer, no lugar das costumeiras Infinity Ward e Treyarch, que se revezam há anos na criação de novos episódios da franquia.

Com um conceito de jogo futurista, a empresa apostou principalmente em uma nova jogabilidade para o modo multiplayer com a chegada de exoesqueletos que dão habilidades sobre-humanas aos personagens ­como saltar mais alto com um pulo duplo, o que permite explorar o mapa de maneira diferente dos títulos anteriores.

"Queríamos mudar a maneira com que você se movimento no jogo", explica Mike Mejia, um dos produtores do game, à reportagem durante a feira.

Mas a mudança não parece ser o suficiente para que o jogador sinta a experiência renovada desejada pela empresa. Com um ano de diferença para "Ghosts", lançado em 2013, o título se mostra um tanto quanto repetitivo.

Questionado sobre o assunto, Mejia diz: "É claro que é importante trazer funcionalidades diferentes, mas ao mesmo tempo precisamos manter aquilo que faz de "Call of Duty" o que ele é".

Campanha

A salvação do game pode estar no modo single player. A Sledgehammer parece ter ouvido as reclamações de fãs em sites e fóruns na internet de que o modo campanha vinha sendo deixado em segundo plano pela franquia ­a de 'Ghosts', lançado em 2013, foi muito criticada.

A empresa trouxe o ator Kevin Spacey, vencedor do Oscar e astro da série "House of Cards", para atuar no papel do presidente de uma corporação militar privada chamada Atlas que saiu do controle do governo.

"Kevin Spacey elevou o padrão da história com suas próprias ideias para o personagem, e isso contaminou todos os atores do jogo", diz Mejia, que não revelou mais detalhes sobre a trama. "Call of Duty: Advanced Warfare" será lançado em novembro para PS4, PS3, Xbox One, Xbox 360 e PC.

Leia tudo sobre: interessagameplaystationxbox