China surpreende Itália e decide o Mundial

Equipe chinesa bateu as donas da casa neste sábado, por 3 sets a 1, com parciais de 25/21/, 25/20, 20/25 e 30/28

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Se Brasil e Itália chegaram às semifinais do Mundial de Vôlei como grandes favoritos ao título, a decisão colocará frente a frente duas equipes que surpreenderam nesta fase da competição. Depois dos Estados Unidos passar como quis pelo time brasileiro, a China surpreendeu as donas da casa italianas e também garantiu vaga na final em um grande jogo neste sábado, ao vencer por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 25/20, 20/25 e 30/28.

Se o Brasil perdeu sua primeira partida no torneio neste sábado, a Itália sofreu apenas sua segunda derrota, mas, também como no caso brasileiro, foi fatal. Com isso, os dois países decidirão a medalha de bronze no domingo, às 12h30 (de Brasília). Depois, às 15h30, Estados Unidos e China farão a grande final.

Com a vitória deste sábado, a China segue na briga pelo seu terceiro título do Mundial - os Estados Unidos correm atrás do primeiro. A última final do time chinês aconteceu há 16 anos, quando perdeu para Cuba no Japão. O último título foi em 1986, também em decisão contra Cuba.

Neste sábado, as chinesas souberam superar a pressão da torcida para impor seu ritmo e largar em vantagem. Depois de abrir 2 a 0 no placar, o time asiático parecia não acreditar no feito que estava prestes a alcançar e permitiu um princípio de reação da Itália. Mas foi só um susto. No quarto set, a China voltou a liderar e venceu a emocionante parcial para fechar o confronto.

O time asiático pode agradecer muito a jovem Zhu Ting. A jogadora de apenas 19 anos foi responsável por nada menos que 31 pontos de ataque, metade dos alcançados pela equipe, e 32 no total. Do lado italiano, Antonella Del Core tentou responder com seus 16 pontos, mas não foi o suficiente.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave