Um terço não quis eleger governador

iG Minas Gerais |

Um quinto da população mineira apta a votar (20,02%, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral) não compareceu às urnas no último domingo. O número foi ligeiramente acima da média nacional, que ficou em 19,39%. Mas se forem somados ainda os votos brancos e nulos, o percentual daqueles que optaram por não escolherem o governador, por exemplo, sobe para quase 33,5%, um terço dos votos válidos.

O cenário traz à tona a discussão sobre o fim do voto obrigatório.

Para o cientista político Robson Sávio, da PUC-Minas, ainda não é o momento de liberar os eleitores. “Penso que a educação política é uma questão de maturidade no Brasil. Ainda temos uma experiência democrática muito recente, e há alguns grupos que têm poucos canais de expressão política, e um deles é o voto. Isso pode fazer com que os grupos que mais precisam das políticas públicas fiquem alijados do processo”, avalia Sávio. (LV)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave