Restos do Halley retornam ao céu no fim de outubro, depois de quase 30 anos

iG Minas Gerais | Da redação |


Cometa será visto novamente em 2061 e  deve ser mais decepcionante do que em 85/86
Arquivo NASA/W. Liller
Cometa será visto novamente em 2061 e deve ser mais decepcionante do que em 85/86

O cometa Halley retorna ao nosso céu neste mês. Porém, uma vista melhor do cometa está prevista somente para 2061, e ainda assim deve ser mais decepcionante do que em 1985-1986.

Dessa vez são os restos derramados por Halley que serão encontrados em outubro. Os cometas deixam um rastro de poeira cósmica enquanto se deslocam pelo Sistema Solar. E em 21 e 22 de outubro, a Terra vai passar por remanescentes do cometa enquanto orbitamos o Sol.

As partículas do cometa fluem para a nossa atmosfera. Mas não há perigo algum: eles são minúsculos, não maiores do que grãos de café instantâneo. Viajando em alta velocidade, eles queimam-se sem causar danos em cerca de 60 km acima da superfície da Terra.

O resultado é uma queima de fogos cósmica, uma chuva de meteoros. Os meteoros vêm em trajetórias paralelas, mas a distância faz com que pareçam emanar de um ponto no céu (assim como as pistas de autoestrada distantes parecem convergir).

Marte será o melhor lugar para observação. O planeta vermelho deve encontrar com um cometa real, no dia 19 de outubro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave