Campanha ‘casa’ norueguesa de 12 anos com homem de 37

Blog que narra os preparativos foi estratégia para provocar comoção

iG Minas Gerais | Da redação |

Preparativos. Thea postou fotos até mesmo das comidas que provava para o seu casamento fictício
nelson antoine/estadão conteúdo - 1.5.2010
Preparativos. Thea postou fotos até mesmo das comidas que provava para o seu casamento fictício

Mesmo sendo apenas uma menina de 12 anos, a norueguesa Thea, como toda noiva, está envolvida com os preparativos de seu casamento. Para lidar com a ansiedade, ela buscou uma solução moderna e publicou tudo em um blog pessoal. Na página, Thea mostra fotos da igreja onde a cerimônia deve acontecer, do cardápio escolhido e do noivo Geir, 25 anos mais velho. A história deixou a mídia e a população norueguesa em polvorosa.

Thea, na verdade, é uma personagem de ficção criada pela ONG norueguesa Plan Norway. Seu objetivo é chamar a atenção para um problema assustadoramente real. Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), 39 mil meninas com menos de 18 anos são forçadas a se casar todos os dias ao redor do mundo. A prática configura, segundo a ONU, uma violação dos direitos humanos. Por isso, não é coincidência o fato de o casamento fictício ser hoje, 11 de outubro, Dia Internacional da Menina.

Choque. Quando o blog de Thea foi ao ar, ele não foi imediatamente associado à ONG. Então, alguns internautas, chocados por acompanhar os preparativos do casamento de uma criança, acionaram a polícia – uma reação buscada pela ONG.

“A cada dois segundos, uma menina menor de 18 anos é casada com pouco ou nenhum poder de decisão sobre isso. O casamento infantil impede o crescimento dessas meninas e mantém suas comunidades pobres”, explica a ONG.

Realidade. Em seu blog pessoal, o secretário geral da ONG, Olaf Thommessen, disse que a escolha de mostrar Thea em lugar de meninas de Bangladesh ou da Tanzânia (realmente afetadas pelo problema) tinha por objetivo permitir que os noruegueses se identificassem com a situação da garota e passassem a falar mais sobre o problema.

A ideia deu certo. O blog Theas Bryllup tornou-se, em poucas horas, o mais lido no país. Em duas semanas, segundo informações da ONG, a página alcançou mais de 2 milhões de pessoas por meio de compartilhamentos em redes sociais. Um número bastante significativo, considerando-se que a Noruega tem cerca de 5 milhões de habitantes.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave