Lapônia no Sul do Brasil

Natal Luz começa mais cedo, em 30/10; cidade se transforma em um grande presépio

iG Minas Gerais | Da redação |

Os moradores mergulham por completo no clima de Natal e participam como voluntários da decoração das ruas e dos atrativos de Gramado
Cleiton Thiele/Serrapress/divulgação
Os moradores mergulham por completo no clima de Natal e participam como voluntários da decoração das ruas e dos atrativos de Gramado

Se lá fora terra natal do Papai Noel é a Lapônia, ao norte da Suécia, no Brasil o seu lugar preferido é Gramado, na Serra Gaúcha. Quem foi lá um dia, criança ou adulto, conheceu a casa do Papai Noel e percebeu que a cidade, toda iluminada, colorida e decorada, é uma grande festa. Neste ano, ela começa um pouco mais cedo, no dia 30 de novembro, e só se encerra no dia 11 de janeiro de 2015.

A comunidade abraçou o evento desde 1986 e se uniu para transformar Gramado em um grande presépio. Agora, além da avenida principal do centro, Borges de Medeiros, a decoração foi estendida até o ExpoGramado. No cruzamento entre as avenidas Borges e das Hortênsias, uma árvore de 11 m de altura, com carrossel, foi toda construída com garrafas PET.

Toda a decoração está baseada em garrafas PET – arrecadadas em uma campanha nas escolas municipais são festões, guirlandas e fibras que contam com a colaboração dos artesãos da cidade. Em outro ponto, na praça das Etnias, outra árvore, de 9 m, terá um presépio em seu interior. Na rua São Pedro, um túnel de festões iluminados criará um clima especial.

Como todo o ano, a ideia é permitir ao visitante fazer uma imersão completa no clima do Natal, que começa desde os quatro pórticos de entrada. As casas em estilo germânico, os postes de luz iluminados, os lagos, os jardins floridos com hortênsias e o friozinho da montanha corroboram para a manutenção desse clima durante toda a permanência do turista.

Neve

Mas falta a neve?, perguntaria um desavisado. Uma das novidades, a Árvore Encantada, instalada pela primeira vez em frente à igreja Matriz de São Pedro, no centro, e toda esculpida em 3D, toma emprestada da Alemanha uma tecnologia para fazer a neve cair como se fosse do céu.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave