Vertente jazzística de Pittman

iG Minas Gerais | João Paulo Costa |

Cantora apresentará repertório voltado aos clássicos do jazz internacional
vinícius campos/divulgação
Cantora apresentará repertório voltado aos clássicos do jazz internacional

Durante a Copa do Mundo deste ano, foi lançado pela Sony Music a coletânea “Brasil 2014”, que reuniu 40 gravações de grandes nomes da música brasileira. O projeto, que tinha como público-alvo estrangeiros e amantes da boa música, reuniu canções de Cartola, Milton Nascimento, Tom Jobim, Chico Buarque, Beth Carvalho, entre outros.

E “Tô Chegando, Já Cheguei”, um dos grandes sucessos da trajetória musical de Eliana Pittman, 69, era a faixa de abertura de “Brasil 2014”. “Tenho 53 anos de carreira. Já dividi palco com grandes nomes, me apresentei por todo o Brasil e também lá fora. Em nosso país, infelizmente, não há uma cultura que enaltece a memória artística. E ver meu nome nesta lista foi motivo de orgulho”, conta a cantora e atriz carioca que, neste sábado (11), é atração da décima edição do projeto “Aqui Jazz”, em apresentação gratuita na praça da Liberdade.

Segundo a cantora, o repertório do show ficou a cargo do diretor artístico do “Aqui Jazz”, Pedrinho Alves Madeira. “Adoro trabalhar com o Pedrinho. Não é a primeira vez que trabalho com ele, que sempre sabe escolher exatamente aquilo que se encaixa nos meus gostos musicais e dialogam bem com a minha voz”, diz Pittman.

Com arranjos do saxofonista Matteo Ricciardi, a cantora apresentará standards do jazz gravados originalmente por Billie Holiday (1915-1959) e Ella Fitzgerald (1917-1996). Clássicos como “Cry Me a Rriver”, “Blue Moon”, “Summertime”, “Night and Day” e “My Funny Valentine” também integram o set list. “Estou muito entusiasmada com o repertório deste show. Ele está, simplesmente, sedutor e glamouroso”, garante Pittman, que se apresenta acompanhada do quinteto Take Five, formado pelos instrumentistas mineiros Ricardo Penido (trompetista), Matteo Ricciardi (saxofonista), Hugo Silva (contrabaixista), Leo Lana (percussão) e Walner Casitta (piano).

Projetos

Prestes a completar 70 anos, Pittman engatilha para 2015 o lançamento do primeiro DVD, que deverá, segundo ela, passar por seus maiores sucessos e, ainda, homenagear as divas do jazz. “Não vivo de passado, penso no futuro. Hoje a música caminha junto à imagem. Por isso, tenho este desejo de um audiovisual, projeto que deve sair para o ano que vem”, conta. Eliana Pittman Aqui Jazz – 10 Anos Praça da Liberdade, s/nº. Neste sábado (11), às 20h. Gratuito

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave