Hypolito e Zanetti miram medalha em finais do Mundial

Dupla disputará a final do torneio nesta madrugada com chances reais de subir ao pódio

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

CBG/DIVULGAÇÃO
undefined

O Brasil pode acordar, neste sábado, comemorando mais duas medalhas em Mundiais. Afinal, durante a madrugada, na China, Diego Hypolito e Arthur Zanetti disputam finais de aparelhos na ginástica artística com chances reais de subir ao pódio. Hypolito se apresenta no solo, às 2h de Brasília. Zanetti compete na argola a partir das 4h20.

Quinto colocado no ano passado, Diego Hypolito sabe que terá o russo Denis Abliazin e os japoneses Kenzo Shirai e Ryohei Kato como principais adversários na final em Nanning. O brasileiro teve nota 15.900 nas eliminatórias e só ficou atrás de Abliazin (16.066) e de Shirai (16.033). Dos quatro devem sair os três medalhistas, com qualquer detalhe sendo diferencial.

"O Diego está muito tranquilo e focado, com chances reais de medalha. Durante a qualificatória, as notas dele sempre estiveram entre as principais. Agora é torcer", disse o técnico Fernando Lopes. Hypolito será o sexto a se apresentar, depois dos favoritos e antes de Kato.

Depois será a vez de Arthur Zanetti brigar pelo bicampeonato mundial. Invicto desde antes dos Jogos de Londres, ele desta vez não é o favorito. O posto pertence ao chinês Yang Liu, que fez 15.933 nas eliminatórias. Também o russo Denis Abliazin e o grego Eleftherios Petrounias foram melhores que Zanetti, o terceiro a se apresentar na final, logo depois do favorito.

"Achei que os juízes foram muito rigorosos. Depois da classificatória, pegamos os detalhes que podiam ser melhorados e consertamos. Minha série foi boa, cravei a saída e pensava que minha nota seria próxima de 16.000, mas foi 15.716. Faz parte. É uma competição e tenho de conseguir agora fazer uma boa apresentação na final", comentou. No domingo, Sasaki briga por medalha no salto.

Leia tudo sobre: zanettihypolitoginastica artisticamundialfinalbrasil