Corinthians diz não ter sido procurado por Paulo André

Zagueiro que move ação trabalhista contra o ex-clube teve sua versão desmentida em nota oficial

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Divulgação/Corinthians
undefined

O processo movido pelo zagueiro Paulo André contra o Corinthians seu ex-clube, promete gerar muita polêmica nos próximos dias. Depois de o jogador garantir que procurou o clube antes de entrar com a ação para tentar resolver a questão da dívida, nesta sexta-feira a diretoria corintiana retrucou e garantiu que não foi contatada pelo atleta.

"O Sport Club Corinthians Paulista gostaria de esclarecer a ação trabalhista movida pelo seu ex-atleta Paulo André Cren Benini. Como todo trabalhador, o jogador tem direito a mover uma ação trabalhista. No entanto, o clube não foi procurado antes da distribuição da ação como alegado pelo mesmo em declarações feitas nas redes sociais", afirmou o clube em nota oficial.

Paulo André escreveu em sua página no Facebook que entrou com uma ação pedindo o pagamento de premiações atrasadas e direitos de arena, mas garantiu que tentou um acordo com o clube antes de mover o processo no qual pede cerca de R$ 1,5 milhão.

O Corinthians admitiu a dívida, mas garantiu que vinha quitando-a como combinado. "O Corinthians esclarece ainda que os pagamentos acordados dos prêmios pelos títulos estão sendo cumpridos, ao contrário do que também alega o atleta, e os devidos comprovantes serão demonstrados por ocasião da defesa judicial."

Um dos líderes do movimento Bom Senso FC, Paulo André teve uma vitoriosa passagem pelo Corinthians de 2009 até o início de 2014 quando foi para o Shanghai Shenhua, da China, onde atua até hoje. Em sua trajetória no Parque São Jorge, ele conquistou um Mundial de Clubes, uma Libertadores, um Campeonato Brasileiro, um Campeonato Paulista e uma Recopa Sul-Americana.

Leia tudo sobre: corinthianspaulo andreprocessojustiçafutebol