Damião se esquiva de polêmica e garante foco no campo

Atacante não quis comentar sobre as críticas do ex-presidente do Santos e apenas comemorou a vitória e o reencontro com as redes

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Leandro Damião quer acabar com incômodo jejum de gols
FLICKR/SANTOS/DIVULGAÇÃO
Leandro Damião quer acabar com incômodo jejum de gols

O atacante Leandro Damião concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira e evitou a todo custo entrar em polêmica com o ex-presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro. Laor, como é conhecido, estava licenciado do cargo quando o centroavante foi contratado e, na quarta-feira, no lançamento de uma chapa de oposição na eleição presidencial do clube, chamou Damião de "pangaré", criticando a compra.

"Primeiro: estou feliz pelo time ter vencido (o Bahia, quinta à noite). O grupo vencendo é o mais importante. Claro que estou feliz de fazer (o gol), meus familiares ficam felizes. Meu papel é esse, tenho que fazer gol. Esse caso (com Laor) meu advogado, meu empresário, é que vão responder essas questões. Estou pensando aqui, vou dar o máximo", disse Damião.

Na quinta, o empresário do atacante, Vinicius Prates, divulgou nota repudiando as declarações de Laor e garantindo que vai defender Damião na Justiça. "Não concordar com uma negociação é aceitável, democrático e até compreensível. No entanto, atacar a honra do atleta que jamais faltou com suas obrigações profissionais e éticas junto ao Santos é uma atitude injuriosa e que ele terá de responder judicialmente", escreveu.

Perguntado sobre o processo, Damião se esquivou: "A minha opinião é foco no Santos, não tenho o que falar sobre isso. Estou aqui para defender a camisa do Santos. Fora de campo sou uma pessoa normal, minha filha, esposa, pai, sabem o trabalhador que eu sou".

O jogador fez questão de lembrar que esta não é a primeira vez que ele é criticado, mas garante que nunca teve problemas com dirigentes, indicando que ficou uma mágoa da postura de Luis Álvaro.

"Passei por muitas coisas para chegar aqui hoje. Passei pelo amador, por muito clube pequeno, situações difíceis. Claro que as críticas doem, mas tento escutar, sempre fui assim. No Inter passei cinco anos, nunca tive problema com diretor ou treinador. Aqui não vai ser diferente, vou manter a mesma postura."

TIME - Os titulares do Santos fizeram apenas um trabalho regenerativo no Cepraf, na tarde desta sexta-feira. Sem problemas de cartões e lesões, Enderson Moreira vai manter o time que ganhou do Bahia para enfrentar o Criciúma, domingo às 18h30, no estádio Heriberto Hulse.

Aranha continua no departamento médico e Thiago Ribeiro não deve viajar com as delegação na manhã deste sábado porque está com uma fibrose no músculo posterior da coxa direita. Robinho está na China onde, neste sábado, o Brasil joga contra a Argentina.

Leia tudo sobre: santospeixedamiaoatacantefutebol