Operários desmontam metade de passarela do Anel Rodoviário, em BH

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, não daria tempo de fazer a retirada total da estrutura; trabalhos devem ser concluídos na noite desta sexta

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Metade da passarela de pedestres que foi danificada durante um acidente no Anel Rodoviário, na altura do bairro São Francisco, na região da Pampulha, em Belo Horizonte, foi desmontada. Porém, o restante da estrutura ainda continua na via e a previsão é que seja removida da noite desta sexta-feira (10).

De acordo com o sargento Gilson Gonçalves, da Polícia Militar Rodoviária, por volta de 3h50 duas faixas no sentido Rio de Janeiro e no sentido Vitória foram liberadas para o tráfego de veículos.

“Não foi possível fazer toda a desmontagem. Não daria tempo. A parte da passarela no sentido Rio ainda continua de pé, escorada por um caminhão”, explicou o sargento.

Ainda segundo o militar, está previsto que a área seja fechada por volta de 21h desta sexta. Nessa quinta-feira (9), as pistas foram interditadas às 22h para o começo dos trabalhos dos operários da empresa contratada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Trabalhos suspensos

Na madrugada da quinta, militares suspenderam a desmontagem da passarela. Segundo os policias, durante a retira foram detectados que pedaços de estruturas estavam caindo na via. Esses materiais poderiam atingir os veículos e provocar acidentes.

Durante o dia, representantes da corporação e do Dnit se encontraram para combinar com os trabalhos seriam retomados.

O acidente

No começo da tarde dessa quarta-feira (8), um caminhão carregado com frutas e farinha, que seguia no sentido Rio de Janeiro, invadiu a contramão e atingiu três carros, que estavam no sentido Vitória, uma mureta de proteção e a estrutura da passarela. Uma pessoa ficou ferida.

Por causa do acidente, as pistas foram fechadas, o que causou congestionamento no local com reflexos em outras vias da capital mineira. No início da noite, cerca de seis horas depois da batida, duas faixas de cada sentido foram liberadas.

Leia tudo sobre: ANEL RODOVIÁRIOPASSARELACAMINHÃO