Mais votados levam oito para a Câmara

Isso acontece porque o número de cadeiras que cada partido ganha por Estado depende do total de votos da coligação

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

Os quatro maiores líderes de votação neste ano para a Câmara dos Deputados conseguiram, com os votos obtidos, eleger “de carona” oito outros deputados federais. Celso Russomanno (PRB) e Tiririca (PR), em São Paulo, e Jair Bolsonaro (PP) e Clarissa Garotinho (PR), no Rio, foram os únicos do país a registrar mais votos que o necessário para não somente se eleger, mas também, sozinhos, levar ao menos mais um colega de partido para Brasília.  

Isso acontece porque o número de cadeiras que cada partido ganha por Estado depende do total de votos da coligação. Em São Paulo, por exemplo, cada “cota” de 300 mil votos significa um candidato eleito para cada coligação. Como Russomanno teve 1,5 milhão de votos, sozinho, ele elegeu outros quatro candidatos do seu partido. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave