Desgaste de Carlaile pode ter prejudicado Aécio Neves

A presidente Dilma Rousseff venceu o 1º turno das eleições em Betim, com 25 mil votos a mais que o candidato do PSDB; direção da campanha muda coordenação em Minas

iG Minas Gerais | Da Redação |

Carlaile e o filho assumiram coordenação da campanha tucana, mas resultado mostrou falta de liderança
NELSON BATISTA/ARQUIVO
Carlaile e o filho assumiram coordenação da campanha tucana, mas resultado mostrou falta de liderança

Tudo leva a crer que o caos administrativo pelo qual passa a Prefeitura de Betim sob a gestão de Carlaile Pedrosa (PSDB) e a baixa popularidade do prefeito entre os moradores da cidade se refletiram também na votação dos candidatos tucanos para a Presidência e para o governo estadual.

A organização das campanhas de Aécio e Pimenta na cidade foi liderada pelo prefeito e pelo seu filho Carlaile Antônio. Eles não conseguiram fazer com que a população seguisse a tendência nacional de migrar os votos de Marina e de indecisos para Aécio. Como também não contribuiu com nenhum deputado de seu grupo político – o único eleito foi Ivair Nogueira (PMDB), com votos de fora –, Carlaile também teve a sua fama de “puxador de votos” diluída entre os betinenses.

Diante da falta de liderança do prefeito, o presidenciável Aécio Neves (PSDB) foi o mais prejudicado pelo desgaste. Apesar de ter vindo a Betim duas vezes na campanha nos últimos 15 dias, o senador foi derrotado nas urnas betinenses por Dilma Rousseff (PT), que não apareceu na cidade durante as eleições. A petista obteve 89.501 votos (43,9% do total), contra 64.501 de Aécio (31,63%), ou seja, uma diferença de 25 mil votos.

O dano ocasionado à votação do tucano fica evidente quando se comparam os números da última eleição. Em 2010, quando foi candidato a senador, Aécio obteve 132.654 votos, número 51,3% superior ao que foi obtido neste ano.

Marina Silva (PSB) foi a terceira candidata mais bem-votada, escolhida por 43.604 eleitores betinenses. Marina também marcou presença no município na campanha ao visitar Betim no dia 9 de setembro. Os outros candidatos a presidente somaram 6.291 votos (3,09% do total). Do total de eleitores que compareceram às urnas, 203.897 votaram para presidente, e 10,28% dos betinenses votantes (23.381) preferiram anular o voto ou votar em branco.

Má companhia Outro motivo da baixa votação de Aécio que pode ser associado à performance de Carlaile à frente da prefeitura é a votação que o tucano teve em cidades da região metropolitana onde as prefeituras estão nas mãos de partidos ligados a Dilma ou Marina.

Na vizinha Contagem, por exemplo, administrada pelo PCdoB, aliado histórico do PT, o presidenciável Aécio Neves saiu vitorioso das urnas, com 132.697 votos, contra 119.922 de Dilma.

Já em Belo Horizonte, capital administrada por Márcio Lacerda, do PSB, partido de Marina, a vitória de Aécio foi ainda mais arrasadora. O tucano obteve 53,87% dos votos (771.692), contra apenas 25,11% (359.752) de Dilma.

A reportagem entrou em contato com o PSDB de Betim e com a assessoria do prefeito, mas eles preferiram não se pronunciar. Para virar o jogo e vencer Dilma, Aécio escalou o senador eleito e ex-governador Antonio Anastasia para ser o novo coordenador geral da campanha. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave