Pinduca aguarda decisão da Justiça para ser suplente

iG Minas Gerais | Da Redação |

Pinduca não obteve votos suficientes para ser eleito neste ano
João Lêus
Pinduca não obteve votos suficientes para ser eleito neste ano

O deputado estadual e candidato à reeleição Pedro Ivo Caminhas, o Pinduca (PP), obteve 58.041 votos em todo o Estado. Somente em Betim, 25.343 eleitores optaram por ele, sendo o candidato a estadual que mais obteve votos na cidade. Contudo, os números deste ano são piores que os de 2010. Naquela eleição, o pepista conquistou 26.460 votos na cidade e 61.315 no Estado.

Entretanto, Pinduca não poderá comemorar o resultado da votação mesmo que seu registro de candidatura seja aceito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que ainda não decidiu sua situação. Isso porque ele não obteve votos suficientes para ser reeleito. Faltaram 47 votos. Com isso, caso consiga reverter seu pedido de impugnação, ele ficará apenas como primeiro suplente de sua coligação.

Pinduca não retornou as ligações da reportagem para comentar o resultado de sua votação.</CW>

Histórico Como Pinduca foi impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), ele recorreu ao TSE e ainda aguarda decisão. O julgamento ainda não foi concluído, porque o ministro Gilmar Mendes pediu vistas ao processo. Portanto, os votos atribuídos a Pinduca ainda são considerados nulos.

Pinduca foi denunciado pela Lei da Ficha Limpa e já foi condenado pelo TRE, em 2008, por abuso de poder econômico, decisão confirmada pelo TSE em 2010. Entretanto, um ano depois, o ministro Dias Toffoli devolveu-lhe os seus direitos políticos através de uma decisão provisória. Em 2012, Pinduca foi impugnado novamente e não pôde disputar como vice de Carlaile Pedrosa (PSDB). Segundo o advogado do deputado, Francisco Galvão, o ministro relator do processo, Henrique Neves, já deu parecer favorável.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave