Saga de assaltos por cidades mineiras termina com um assaltante morto

Dupla cometeu assaltos em Água Boa, no Vale do Rio Doce, Setubinha, Malacacheta e em Angelândia, todas no Vale do Jequitinhonha

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Após realizarem uma série de assaltos em três cidades do Vale do Jequitinhonha e serem interceptados por Policiais Civis (PC), dois homens trocaram tiros com os policiais e um deles acabou morto nesta quarta-feira (8). Os criminosos passaram por Setubinha, Malacacheta, no distrito da cidade chamado Junco de Minas, e só foram parados em Jaguaritira, distrito da cidade de Angelândia. 

A saga da dupla teve início na última segunda-feira (6) na cidade de Água Boa, no Vale do Rio Doce, onde eles roubaram uma motocicleta Honda Bros. Ainda de acordo com a PC, de lá o suspeitos partiram para Setubinha, onde assaltaram uma casa lotérica e fugiram na motocicleta roubada levando a quantia de R$ 4 mil em dinheiro. 

O próximo destino dos assaltantes foi a cidade de Malacacheta, onde assaltaram clientes que aguardavam para ser atendidos em uma lotérica, levando R$ 750. De lá eles foram para o distrito de Junco de Minas, onde assaltaram uma mercearia. Após encherem uma Fiat Strada no local com mercadorias e uma certa quantia em moedas, a dupla se dividiu, sendo que um deles seguiu no carro e o outro na motocicleta.

Quando chegaram em Jaguaritira, os assaltantes foram vistos por policiais civis, que passaram a fazer o acompanhamento. Após perceberem que era seguidos os dois suspeitos passaram a atirar em direção aos policiais, que revidaram que acabaram atingindo o motorista do carro roubado, que perdeu o controle e tombou o veículo.

O suspeito na moto seguiu sozinho, porém, como não conhecia a região, ele acabou voltando, momento em que bateu de frente na viatura. Após se acidentar, o suspeito saiu correndo e entrou em um matagal próximo.

Prisão

Após horas de buscas na região o fugitivo foi localizado tentando pegar carona às margens de uma rodovia. O rapaz de 18 anos se identificou e indicou o local onde o revólver usado por ele estava escondido. O seu comparsa, que estava morto, não portava documento, sendo identificado por ele apenas como Marcão. 

A possível mãe do suspeito em Belo Horizonte foi acionada para reconhecer o corpo no Posto Médico-Legal de Teófilo Otoni. Os dois veículos roubados e R$ 1.400 levados da mercearia foram recuperados. As duas armas calibre 38 e 32, com todas as munições deflagradas, foram apreendidas pela PC. 

O rapaz de 18 anos foi autuado em flagrante por roubo continuado e tentativa de homicídio dos policiais. Ele foi encaminhado para a Cadeia Pública de Malacacheta. Um inquérito foi instaurado na delegacia da cidade para investigar a ação da dupla. 

Leia tudo sobre: ASSALTOSAGASETUBINHAMALACACHETAANGELANDIAAGUA BOALADRÕESTROCA TIROSMORTOPOLÍCIA CIVIL