Perseguição de policiais a sequestradores será investigada

Os criminosos, segundo a polícia, chegaram a trocar tiros com os policiais e uma adolescente de 15 anos chegou a ser baleada

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Polícia Militar e a Secretaria de Estado da Segurança Pública afirmaram nesta quinta-feira (9) que vão investigar a conduta dos policiais que se envolveram em um perseguição que resultou na morte de um maquinista da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Edcarlos Santana, que estava de folga, foi abordado por três criminosos -sendo dois deles menores de idade- na noite de quarta-feira (8) e obrigado a entrar no porta-malas de seu carro, um Ford Focus.

Ao serem abordados por policiais militares, os criminosos fugiram. Houve perseguição por cerca de oito quilômetros quando um dos sequestradores bateu em um poste na rodovia Anhanguera. Com o forte impacto, Santana não resistiu e morreu.

Os criminosos, segundo a polícia, chegaram a trocar tiros com os policiais e uma adolescente de 15 anos chegou a ser baleada. Os dois adolescentes foram detidos e encaminhados para a Fundação Casa (antiga Febem) e o terceiro criminoso acabou preso.

Segundo familiares de Santana, ele trabalhava havia dois anos na CPTM e tinha saído de casa na quarta para passear pois estava de folga. Os sequestradores disseram à polícia que o sequestro relâmpago começou em Osasco (Grande SP). A PM apreendeu com os suspeitos um revólver calibre 38 que foi levado ao 33º DP (Pirituba), onde o caso foi registrado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave