Gallo define seleção olímpica com Biteco e Talisca

Para o amistoso com a Bolívia, o treinador decidiu manter mesma base dos últimos jogos, mas acrescentou novidades

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Alexandre Gallo terá a missão de comandar a seleção no torneio internacional
CBF/Divulgação
Alexandre Gallo terá a missão de comandar a seleção no torneio internacional

O técnico Alexandre Gallo confirmou nesta quinta-feira a escalação da seleção brasileira olímpica para o amistoso desta sexta-feira com a equipe principal da Bolívia e decidiu manter a base dos compromissos de setembro, quando a equipe Sub-21 entrou em campo, mas também optou por algumas novidades, como a entrada de Matheus Biteco no meio-de-campo.

Além da entrada do gremista, que ocupará a vaga que vinha sendo do cruzeirense Lucas Silva, que não foi convocado dessa vez por Gallo, a outra novidade do meio-de-campo é a entrada de Talisca no lugar de Rafinha Alcântara, que está contundido. O agora jogador do Benfica não havia sido incluído na convocação anterior do treinador, mas até então vinha sendo presença constante nas seleções de base do Brasil.

O ataque do Brasil também terá novidades, pelas ausências de Alison, do Cruzeiro, e Vitinho, do CSKA Moscou, na convocação. O gremista Luan e o vascaíno Thalles vão compor o trio ofensivo com o são-paulino Ademilson, um dos destaques dos amistosos da seleção Sub-21 do Brasil no Catar.

Assim, a equipe olímpica do Brasil vai encarar a Bolívia, às 22 horas (de Brasília) desta sexta-feira, na Arena Pantanal, com a seguinte escalação: Jacsson; Fabinho, Wallace, Doria e Wendell; Alison, Matheus Biteco e Talisca; Luan, Thalles e Ademilson.

Além de encarar a Bolívia, a seleção olímpica do Brasil fará outro amistoso nos próximos dias. Na segunda-feira, a equipe dirigida por Gallo vai encarar a seleção Sub-23 dos Estados Unidos, às 19 horas, no Mané Garrincha, em Brasília.