Matheus Menezes espera vitória para reanimar Botafogo

Zagueiro afirma que os jogadores não podem "abaixar a cabeça" e que o time precisa reagir na competição

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Matheus Menezes prega reação já no jogo contra o Corinthians
Vitor Silva / SSPress
Matheus Menezes prega reação já no jogo contra o Corinthians

Menos de 24 horas depois de mais uma derrota, desta vez para o Palmeiras, e da queda para a lanterna do Campeonato Brasileiro, o Botafogo se reapresentou nesta quinta-feira e já começou a pensar no próximo compromisso. No sábado, o duelo será diante do Corinthians, na Arena Amazônia, e os jogadores confiam em uma vitória para dar um novo ânimo ao time carioca.

"O clima não mudou, mas a questão é que todo mundo fica chateado com a situação. O presidente veio para nos dar força e não podemos abaixar a cabeça agora. Um bom resultado contra o Corinthians muda as coisas e a fase vira. É possível ter um clima positivo de trabalho", declarou o zagueiro Matheus Menezes.

O Botafogo venceu somente uma das últimas nove partidas e está em último, com 26 pontos. Para piorar, o clube enfrenta uma grave crise extracampo, com salários atrasados e jogadores dispensados na semana passada. É em meio a esta situação caótica que Matheus Menezes vive um momento que deveria ser dos mais felizes da carreira: a conquista de espaço entre os profissionais.

"A gente não escolhe a oportunidade. Apareceu agora e, independente da fase, vejo de uma forma positiva. Acredito que fiz dois jogos de nível regular para bom e espero ajudar o time" comentou o jogador, que assumiu a titularidade depois da demissão de Bolívar.

Com 26 pontos, o Botafogo precisa somar pelo menos mais 18 nas 11 rodadas restantes se quiser escapar do rebaixamento, pelo menos segundo as contas do técnico Vágner Mancini. A missão é dura e ninguém esconde isso, mas com o entusiasmo de um garoto, o zagueiro de 23 anos se mostra confiante.

"Faltam onze jogos e temos que colocar na cabeça o que precisamos. Nosso pensamento é passo a passo e agora é o Corinthians. Andamos conversando e pode ser que com 44, 45 ou 46 pontos ficamos tranquilos", comentou. "Nós pegaremos a força que temos sempre no dia-a-dia. Cada um aqui tem o seu valor e ninguém caiu de paraquedas no Botafogo. Para chegar aqui tem que ter qualidade e vamos dar o nosso melhor para tirar o clube dessa situação."