Facebook ainda não tem planos para lucrar com WhatsApp, diz Zuckerberg

Estimada inicialmente em US$ 19 bilhões, a compra do WhatsApp pelo Facebook teve seu preço aumentado em mais US$ 3 bilhões

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

WhatsApp atinge 600 milhoes de usuários ativos
WhatsApp/Divulgação
WhatsApp atinge 600 milhoes de usuários ativos

O Facebook, que concluiu a aquisição do serviço de mensagens móveis WhatsApp na segunda (6), não tem planos no curto prazo para gerar dinheiro com o serviço. Pelo menos é o que afirmou o presidente-executivo da empresa, Mark Zuckerberg, nesta quinta (9).

Zuckerberg, que está visitando a Índia para participar de um evento para impulsionar o uso da internet, não deu detalhes sobre o que sua afirmação significa na prática para os usuários do aplicativo de mensagens.

Quando sua compra foi anunciada, muitos vocalizaram receios de que o Facebook usasse dados coletados no mensageiro para lucrar com publicidade direcionada.

Estimada inicialmente em US$ 19 bilhões, a compra do WhatsApp pelo Facebook teve seu preço aumentado em mais US$ 3 bilhões --para cerca de US$ 22 bilhões-- devido ao valor mais alto das ações do Facebook nos últimos meses.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave