Luxemburgo diz que trocas deram vitória ao Flamengo

Para o treinador, o Flamengo teve comportamento mais ousado diante do Figueirense, o que foi decisivo para a conquista do triunfo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Luxemburgo ainda terá muito trabalho para acertar a equipe do Flamengo
Site oficial/Divulgação
Luxemburgo ainda terá muito trabalho para acertar a equipe do Flamengo

O técnico Vanderlei Luxemburgo avaliou que as mudanças realizadas durante o segundo tempo foram fundamentais para o Flamengo derrotar o Figueirense por 2 a 1, na noite de quarta-feira, em Florianópolis, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória saiu aos 47 minutos do segundo tempo e foi marcado por Nixon, que entrou na etapa final, assim como Gabriel e Muralha.

"Falei para o pessoal: 'Rapaziada, sempre falo que quero ter o elenco à disposição'. Usei o Nixon e o Muralha. Precisava de velocidade no time, a zaga adversária tinha jogador com amarelo e cansado. Falei para ele (Nixon) mexer de um lado para o outro, ter velocidade, e ele fez. O gol foi consequência", disse.

Para o treinador, o Flamengo teve comportamento mais ousado diante do Figueirense, em comparação com outros confrontos, o que também avaliou como decisivo para o triunfo. "Hoje, chegamos mais, agredimos mais. O Canteros entrou, até o Marcelo entrou. Assim, você faz o adversário ter medo de tomar gol. Quando percebi o jogo (no segundo tempo), coloquei o Muralha para segurar o meio-campo e o Gabriel para dar velocidade. Coloquei três caras velozes: Nixon, Gabriel e Everton, além de fortalecer o meio-campo com jogadores que marcam e jogam", afirmou.

A vitória sobre o Figueirense levou o Flamengo aos 34 pontos, seis acima da zona de rebaixamento, e ao 11º lugar. Luxemburgo, porém, repetiu o discurso de que a preocupação do time é apenas com a luta contra o descenso no Campeonato Brasileiro.

"Estou satisfeito com a equipe, estamos no caminho certo. Encontramos uma identidade. Mas não vou mudar, nossa obrigação é sair da confusão. Se pintar alguma coisa boa, tudo bem. Penso com os pés no chão. No próximo ano, vamos corrigir para aspirar uma situação melhor. São 12 grandes clubes no Brasil, não dois como na Espanha", disse.

Agora, Luxemburgo espera contar com o Maracanã lotado no próximo domingo para que o time tenha chances de vencer o líder Cruzeiro. "Convoco o torcedor. Vamos jogar para sair da confusão no Brasileiro. Se conseguirmos levar essa disposição, respeitar sem temer o Cruzeiro e jogar com a força do Flamengo, com o apoio do torcedor, temos a chance de fazer um grande jogo também", comentou.