Acusado de torturar enteada vai para presídio de celebridades em SP

Caso foi revelado após a divulgação de vídeos feitos pelo próprio criminoso; mãe da menina, de 21 anos, perdeu a guarda da filha, mas está em liberdade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um homem acusado de torturar a enteada de três anos física e psicologicamente foi transferido para o presídio de Tremembé (a 147 km de São Paulo), conhecido como "Presídio de Caras", no fim da tarde desta quarta-feira (8).

O caso foi revelado após a divulgação de vídeos feitos pelo padrasto. Nas imagens, ele dá sustos na menina , a impede que ela durma e ri do fato. Ele foi preso em setembro na cidade de Araçatuba (a 527 km de São Paulo) após uma denúncia anônima. A mãe da menina, de 21 anos, perdeu a guarda da filha, mas está em liberdade.

Em um dos vídeos, ele induz a criança a comer uma cebola dizendo a ela ser uma maçã. Em outro, faz com que a criança caminhe com as pernas presas por uma fita adesiva. Há gravações também em que ele se recusa a dar mamadeira à criança, se ela não o chamar de "papai". Depois disso, a criança chora.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária, ele permanecerá em observação, separado dos demais presos, por 10 dias e "neste período só receberá visitas de advogados". A pasta informou que a transferência foi feita para "preservar a integridade física do presidiário."

A prisão de Tremembé é conhecida pelo grande número de famosos que cumprem pena no complexo penitenciário. Já foram levados para lá o jornalista Antônio Marcos Pimenta Neves, condenado pela morte da ex-namorada, a jornalista Sandra Gomide; Lindemberg Alves, condenado por matar a namorada Eloá Pimentel; e Alexandre Nardoni, condenado pela morte da sua filha Isabella. O último foi o ex-médico Roger Abdelmassih, condenado por 48 crimes sexuais contra 37 mulheres.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave