PSB decide apoiar Aécio no segundo turno; núcleo da Paraíba diverge

Reunidos na sede do partido, em Brasília, a votação aconteceu entre os diretores do PSB; eram necessários 15 votos para a aprovação de um apoio

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Após votação interna, o PSB decidiu, nesta quarta-feira (8), assumir apoio ao candidato Aécio Neves (PSDB), no segundo turno das eleições presidenciais.

Reunidos na sede do partido, em Brasília, a votação aconteceu entre os diretores do PSB. Eram necessários 15 votos para a aprovação de um apoio. Dos 33 votantes, 25 votaram pelo apoio ao tucano, enquanto outros 6 optaram pela neutralidade. Apenas um requeriu apoio à reeleição de Dilma Rousseff (PT).

Agora, o PSB se junta a PPS, PV e PSC no apoio ao tucano.

Paraíba apoia Dilma

Apesar da decisão, o governador da Paraíba e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), que irá apoiar a presidente Dilma Rousseff (PT) no segundo turno das eleições.

A decisão foi comunicada ao partido e anunciada pelo governador nas redes sociais. Coutinho disse que o objetivo é "barrar retrocessos" na Paraíba e no Brasil.

Na noite desta quinta (8), Dilma participa de um ato de campanha em João Pessoa, quando Coutinho ratificará o apoio. No primeiro turno, o governador paraibano apoiou a candidatura de Marina Silva (PSB).

Presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas disse que o movimento do governador é "natural", pela proximidade histórica entre os dois partidos na Paraíba.

"Entendemos que o projeto e a visão de mundo do PSDB não são afinadas com a nossa. Sempre estivemos próximos ao PT, não teria porque agora ser diferente", afirmou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave