Marido furta R$ 15 mil de empresa da mulher por não aceitar gravidez

Vítima teria agredido a companheira com socos, após discussão; dois outros familiares do suspeito teriam participado do furto

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um mulher grávida, de 33 anos, acusa o marido de ter furtado R$ 15 mil da empresa dela, depois que eles brigaram, devido a não aceitação do homem à gestação. Dois familiares do suspeitos o teriam ajudado a pegar o dinheiro. O crime aconteceu em Juiz de Fora, na Zona da Mata, nessa terça-feira (7).

A vítima, dona de uma empresa de conservação e administração de condomínios, contou que o marido teria ido ao trabalho dela, na avenida Barão do Rio Branco, no centro da cidade, e que os dois discutiram. Exaltado, A.G.O., 33, teria a agredido com socos nos braços e no abdômen.

Enquanto o suspeito brigava com ela, um homem, familiar dele, chutava a porta do estabelecimento, e um mulher, também parente, ocupava um outro cômodo do escritório. Após a briga, o trio fugiu e a vítima R.B.C., 33, deu falta de cerca de R$ 15 mil em dinheiro. As câmeras de segurança filmaram a ação dos suspeitos, de acordo com a proprietária.

O suspeito e a vítima são casados há sete anos e a discussão deles teve início, porque o marido não aceita a gravidez dela, que já está na sexta semana. Até o momento, ninguém foi preso.

Leia tudo sobre: furtobrigamaridoempresafamiliaresgravidez