Avacoelhada

iG Minas Gerais |

Apesar de a maioria da torcida americana esperar a saída de Alexandre Faria da superintendência, as mudanças precisam ser mais amplas. Trocar o superintendente por outro executivo deve ser diferente de mudar treinador durante a competição. O América necessita ser repensado, replanejado e profissionalizado. Todos os funcionários terem metas definidas, e os desempenhos serem analisados periodicamente. A participação dos nove presidentes no conselho administrativo é bastante questionável. Muitos torcedores consideram que no sistema presidencialista as funções e responsabilidades dos vice-presidentes e diretores ficam mais bem definidas. O canal de comunicação com a torcida necessita ser criado por meio de reuniões programadas entre a diretoria e os associados Onda Verde. O sócio-torcedor precisa ser mais influente nas decisões sobre o futebol.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! A partir de amanhã e até a próxima quarta-feira, o Galo terá uma sequência de verdadeiras decisões. Os próximos três jogos – contra Fluminense, São Paulo e Corinthians – podem definir o destino do nosso time para o restante da temporada. Pelo Brasileirão, enfrentaremos Fluminense e São Paulo, um após o outro. Ambos são concorrentes diretos por uma vaga no G-4, e justamente por isso o Galo precisa pontuar nos dois jogos para segurar o lugar. Amanhã, contra o CBFlu, levando em conta todas as dificuldades em relação aos desfalques, um empate até que não seria um mau resultado para nós, já considerando também que, em seguida, enfrentaremos o São Paulo em casa, e aí a vitória será imprescindível. Na outra quarta-feira, contra o Corinthians, pela Copa do Brasil, tem que ser daquele jeito, espírito e coração de Libertadores, para chegarmos lá.

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Hoje o Cruzeiro enfrenta o Corinthians na Toca 3. Os paulistas vêm de dois jogos em que, por algum milagre, fizeram cinco gols, coisa muito rara para eles nesta temporada, entretanto, suas vítimas foram o “6 x 1 eterno” e o Sport, o que não quer dizer muita coisa. Para piorar, eles ainda vêm desfalcados de Guerrero, Elias e Gil, que servem suas respectivas seleções. Do lado celeste, temos Alisson voltando da lesão que o tirou dos últimos jogos; Marquinhos, que tem entrado muito bem; e Léo vindo para o lugar de Dedé (suspenso). Mesmo com Ricardo Goulart no DM e Everton Ribeiro na seleção brasileira, temos jogadores para suprir desfalques. Outro detalhe, o Cruzeiro pode quebrar um recorde. Líder absoluto desde a sexta rodada, será o clube que mais tempo liderou um Brasileirão, superando o São Paulo de 2006.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave