Mineradora aluga radar para evitar novo desastre

Polícia quer mais prazo para apurar desabamento de barragem que matou duas pessoas em setembro

iG Minas Gerais | Bernardo Almeida |

JusTrês pessoas foram soterradas por material de desabou de barragem
ALEX DE JESUS - 12.9.2014
JusTrês pessoas foram soterradas por material de desabou de barragem

Para minimizar os riscos de um novo acidente durante as obras de reforço e desassoreamento de três barragens de rejeitos de minério, a mineradora Herculano, em Itabirito, na região Central, alugou um radar capaz de prever acidentes geológicos. No último dia 10, uma das barragens se rompeu provocando a morte de dois funcionários e o desaparecimento de outro. Os reparos e as buscas por Adilson Batista, 43, foram suspensas no último dia 25, quando os bombeiros verificaram a possibilidade de novos desastres no local.

Chamado SSR (sigla em inglês para radar de estabilidade de taludes), o equipamento foi contratado pelo período inicial de 30 dias, ao custo de R$ 115 mil. O aparelho é capaz de detectar acidentes geológicos em um raio de 3,5 km, emitindo uma sirene. Segundo dados da empresa fornecedora do aparelho, em 83% dos casos registrados, o alerta ocorreu com mais de uma hora de antecedência.

De acordo com a mineradora, foram traçadas rotas de fuga para os operários. O Corpo de Bombeiros não confirmou a liberação da área, mas informou que retomará as buscas pelo funcionário somente quando o terreno estiver estabilizado e em condições seguras.

A mineradora Herculano ainda contratou uma consultoria, que atribuiu o acidente a um fenômeno geológico chamado inversão de relevo, que teria sido provocado por canais subterrâneos.

Investigações. A delegada Melline Clemente, responsável pela apuração do acidente, pedirá a extensão do prazo para conclusão do inquérito sobre o desabamento. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o laudo desenvolvido pelo Instituto de Criminalística ainda não foi concluído, por isso a necessidade prolongar o período de 30 dias, que acabaria na próxima sexta-feira.

O pedido de extensão no prazo será encaminhado à comarca do Tribunal de Justiça de Itabirito.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave