Cristóvão arma o Flu com Fabrício, Fernando e Edson

Cariocas recebem o Atlético, na quinta-feira, no Maracanã, em briga direta por uma vaga no G4

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Cristóvão tem bom início no Flu e já acumula três jogos sem levar gol
Nelson Perez/Fluminense F.C.
Cristóvão tem bom início no Flu e já acumula três jogos sem levar gol

O técnico Cristóvão Borges comandou um treino tático na tarde desta terça-feira e esboçou a escalação do Fluminense que entrará em campo diante do Atlético-MG, na quinta, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. E em meio a muitos desfalques, o treinador armou a equipe com Fabrício na zaga, Fernando na lateral e Edson no meio de campo. A maior dúvida era na defesa, ponto mais criticado do Fluminense nos últimos jogos. Sem Gum e Henrique, lesionados, o setor ganhou mais um desfalque: Elivélton, suspenso. Guilherme Mattis, recém-contratado, e Fabrício, que perdeu a confiança de Cristóvão e do torcedor, brigavam pela titularidade, mas pesou o maior tempo de clube de Fabrício, que deverá iniciar a partida. Contratado no meio do ano, Fabrício não conquistou a torcida e, por isso, não entra em campo desde a histórica goleada do América-RN por 5 a 2, no Maracanã, que selou a eliminação do Fluminense da Copa do Brasil, ainda no dia 13 de agosto. De lá para cá, perdeu espaço e voltou a ficar no banco somente contra o Grêmio, no dia 24 de setembro. Se Fabrício parece ter perdido a confiança de Cristóvão, o jovem Fernando, de 21 anos, faz o caminho inverso. Titular diante do Bahia no último sábado, graças às lesões de Carlinhos e Chiquinho, o jogador foi mantido na equipe mesmo após o retorno de Chiquinho, que ficou entre os reservas. Com essas opções e com a entrada de Edson na vaga do suspenso Jean, o Fluminense deve ter nesta quinta-feira: Diego Cavalieri; Bruno, Marlon, Fabrício e Fernando; Edson, Rafinha, Cícero, Conca e Wagner; Fred.