Clube Militar apóia Aécio e acusa PT de 'sovietização'

"Aécio Neves, habilitado à disputa do segundo turno das eleições presidenciais, é uma esperança concreta de colocar fim à era petista", escreve o Clube

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

No primeiro turno, a entidade já havia declarado apoio a Aécio
Reprodução
No primeiro turno, a entidade já havia declarado apoio a Aécio

O Clube Militar publicou nesta terça-feira (7), nota em que reafirma o apoio ao candidato a presidente Aécio Neves (PSDB). No texto "Que futuro queremos?", o grupo fez ataques à campanha da presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, e acusou o PT de promover a "sovietização do País".

Em contrapartida, Aécio recebeu elogios pela atuação no governo de Minas Gerais e por fugir "ao radicalismo nocivo". "Aécio Neves, habilitado à disputa do segundo turno das eleições presidenciais, é uma esperança concreta de colocar fim à era petista", escreve o Clube, que o classifica como esquerdista.

No primeiro turno, a entidade já havia declarado apoio a Aécio. O último comunicado reforçou a adesão e teve tom mais agressivo contra os adversários petistas do candidato do PSDB a presidente. O Clube Militar tem sede no Rio e se denomina como um local frequentado por "militares e civis de excelente poder aquisitivo e elevado padrão sociocultural".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave