SLU recolhe 139,6 toneladas de lixo eleitoral em BH

Região Centro-Sul foi campeã em sujeira, com 43,4 ton; 900 garis integram força-tarefa que deve durar até o próximo sábado (11)

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Um mutirão realizado pela Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) retirou 139,6 toneladas de lixo eleitoral das ruas de Belo Horizonte, conforme balanço divulgado nesta terça-feira (7).

O trabalho foi feito por 900 garis, que recolheram principalmente santinhos, panfletos, cartazes e cavaletes de candidatos, em todas as regionais da cidade. Os funcionários foram deslocados, nessa  segunda (6), de seu roteiro normal de trabalho para o serviço extra no entorno das zonas eleitorais.

De acordo com a SLU, a região Centro-Sul foi campeã em sujeira, com 43,4 toneladas de lixo; em segundo veio o Barreiro, com 18,3; seguido da Pampulha, com 13,7 toneladas; região Oeste com 12,9 ton; Nordeste, 12,4; região Noroeste com 12,3; Venda Nova, com 10,7; e Leste, onde foram recolhidos 9,2 toneladas de papel.

Segundo o superintendente Vítor Valverde, a SLU conseguiu dar uma resposta rápida e eficaz à demanda. “Precisamos aliar o empenho das equipes de limpeza a uma postura mais consciente por parte daqueles que utilizam o material para divulgação em suas campanhas, para evitar transtornos à sociedade, tais como acidentes e, principalmente, riscos de entupimentos de bocas de lobo com consequentes alagamentos”, destaca. A limpeza deve continuar nos próximos dias, com previsão de término no sábado.

Todo lixo foi levado para o aterro sanitário de Macaúbas, em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Cavaletes Segundo a SLU, já foram recolhidos 37.146 cavaletes, além de placas e baldes de cimento utilizados na fixação dessas estruturas de propaganda eleitoral. As ações ocorreram entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro, e continuam a ser executadas até que a cidade esteja completamente limpa.

A região Centro-Sul também lidera em número de cavaletes recolhidos, com 13.416 unidades. Já as bases de estandarte, confeccionadas com baldes e concreto, giram em torno de 800, na mesma região.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave