Nadal tem princípio de apendicite, mas jogará em Xangai

Vice-líder do ranking da ATP, o espanhol fez um tratamento com antibióticos para combater a inflamação e está apto para enfrentar o compatriota Feliciano López

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Rafael Nadal preferiu se poupar para os torneios com maiores pontuação
Divulgação/Nike
Rafael Nadal preferiu se poupar para os torneios com maiores pontuação

Atual vice-líder do ranking mundial, Rafael Nadal foi diagnosticado com o princípio de um quadro de apendicite, mas recebeu tratamento conservador com uso de antibióticos e prometeu estar em quadra nesta quarta-feira para estrear no Masters 1000 de Xangai. O tenista espanhol iniciará a sua campanha já na segunda rodada, diante do compatriota Feliciano López, que nesta terça estreou na competição chinesa superando o australiano Thanasi Kokkinakis por 2 sets a 1, com 6/7 (12/14), 6/3 e 6/4.

Cabeça de chave número 2 em Xangai, Nadal começou a sentir dores na região abdominal na noite de sábado, e no dia seguinte foi para um hospital na China, onde médicos confirmaram que ele tinha um quadro de apendicite em sua fase inicial.

Diagnosticado com o problema, o espanhol disse nesta terça-feira que optou pelo tratamento com antibióticos ao invés de ser submetido a uma cirurgia de emergência. Passados estes últimos dias, ele disse que já se sentiu bem o suficiente para bater na bola com sua raquete e enfatizou que o risco de seu quadro piorar após três dias de constante melhora "é muito, muito baixo".

Dono de 14 títulos de Grand Slam, Nadal comemorou o fato de o tratamento conservador ter tido o efeito desejado por ele antes de sua estreia em Xangai. "Não vou para a cirurgia. Essa é a grande notícia para mim hoje. É por isso que estou aqui treinando por 45 minutos e vou tentar jogar amanhã", ressaltou.  

Leia tudo sobre: rafael nadalfeliciano lopeztorneio de xangaichinaatp