Plano vai subsidiar decisão de socialista

iG Minas Gerais |

BRASÍLIA E SÃO PAULO. Terceira colocada na eleição presidencial, com 22,1 milhões de votos, Marina Silva (PSB) espera formar uma aliança “programática” para o segundo turno.

Em entrevista na noite de domingo, Marina deu declarações indicando que vai optar pelo tucano. Marina vai exigir que Aécio se comprometa com três pontos considerados fundamentais do programa de governo: compromisso de manter as conquistas do país nos últimos anos, aperfeiçoar a democracia, que inclui a defesa do fim da reeleição, e propostas em defesa da sustentabilidade.

Presidente em exercício pelo PSB, Roberto Amaral espera, no entanto, levar o partido para a neutra.lidade. Amaral sempre esteve mais próximo dos petistas, e gostaria de apoiar Dilma. Diante da pressão do partido para uma aliança com o tucano, no entanto, ele proporia a neutralidade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave