Registrado primeira contaminação de ebola fora da África

Uma enfermeira espanhola contraiu ebola após tratar um missionário com a doença em um hospital em Madri, informou o Ministério da Saúde espanhol

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Alerta. Vírus é transmitido por fluidos corporais, situação agravada em locais com pouca infraestrutura
Michael Duff/ap - 9.82014
Alerta. Vírus é transmitido por fluidos corporais, situação agravada em locais com pouca infraestrutura

Uma enfermeira espanhola contraiu ebola após tratar um missionário com a doença em um hospital em Madri, informou o Ministério da Saúde espanhol. É o primeiro registro de transmissão do vírus fora da África.

A enfermeira, que não teve a identidade revelada, foi levada com febre para o hospital Alcorcón, nos arredores de Madri, no domingo e está em uma área isolada. De acordo com a ministra da Saúde espanhola, Ana Mato, a contaminação foi confirmada por dois testes. O diretor de Saúde Primária espanhol, Antonio Alemany, informou que está sendo elaborada uma lista de pessoas com as quais a enfermeira teve contato.

A profissional de saúde ajudou a tratar o padre espanhol de 69 anos, Manuel Garcia Viejo, que morreu em 25 de agosto, após ser infectado com Ebola em Serra Leoa. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o surto de Ebola matou mais de 3.400 pessoas.

Norueguesa infectada

A organização Médicos Sem Fronteiras informou nesta segunda-feira (6) que uma médica norueguesa foi infectada pelo ebola em Serra Leoa e está retornando para seu país de origem. A secretária-geral da organização na Noruega, Anne-Cecilie Kaltenborn, afirmou que a médica começou a se sentir mal no fim de semana e foi isolada após ter febre no domingo. Testes de laboratório confirmaram a contaminação.

"Ainda não sabemos como ela foi infectada", afirmou Kaltenborn. "Ela será colocada em uma local isolado em um hospital em Oslo, quando chegar na cidade", completou.

O ministro da Saúde norueguês, Bent Hoie, afirmou que o país está pronto para receber a paciente e que profissionais de saúde têm se preparado por mês para tratar pessoas infectadas pelo vírus. A médica deve chegar à Noruega até a manhã de terça-feira. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave