Dilma Rousseff quer reforçar campanha em Minas e na Bahia

Nos dois Estados, a petista ficou à frente de Aécio Neves no primeito turno

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Politica- A candidata a presidancia pelo PT , Dilma Rousseff , chega a igreja do Rosario em Nova Lima MG, ao som de congado . Oficialmente , o encontro que comemora o Dia Nacional de Promocao da Igualdade Racial . Dilma estava acompanha do candidato ao governo e vice pelo partido , Fernando Pimentel e Antonio Andrade , e ao Senado , Josue Gomes . Foto: Alex de Jesus/O Tempo 13/09/2014
Alex de Jesus/O Tempo 13/09/2014
Politica- A candidata a presidancia pelo PT , Dilma Rousseff , chega a igreja do Rosario em Nova Lima MG, ao som de congado . Oficialmente , o encontro que comemora o Dia Nacional de Promocao da Igualdade Racial . Dilma estava acompanha do candidato ao governo e vice pelo partido , Fernando Pimentel e Antonio Andrade , e ao Senado , Josue Gomes . Foto: Alex de Jesus/O Tempo 13/09/2014

Pressionada pela arrancada final do candidato tucano Aécio Neves, a presidente Dilma Rousseff decidiu nem descansar para retomar a campanha no segundo turno. A petista planejava viagem para a Bahia nesta segunda-feira (6), porém o mau tempo fez com que a ida fosse adiada. O Estado baiano está na mira da candidata, que busca capitalizar a vitória de Rui Costa, candidato do governador petista Jaques Wagner. Ela deve, ainda, tentar reforçar sua campanha em Minas, onde venceu Aécio Neves no primeiro turno.

No cronograma, estava programado que Dilma subiria a escadaria da igreja do Nosso Senhor do Bonfim, a mais famosa de Salvador, em agradecimento. A estratégia é fortalecer sua grande vantagem no Nordeste, onde ficou na frente de Aécio Neves em todos os Estados. Na Bahia, por exemplo, ela obteve 60% dos votos, enquanto Aécio ficou com 18,63%.

Segundo assessores presidenciais, o Nordeste é estratégico para contrabalançar o peso expressivo de São Paulo, maior colégio eleitoral do país, onde o tucano abriu uma grande vantagem para petista, 44,47% contra 25,75%.

Ao lado de Fernando Pimentel, que derrotou o candidato de Aécio no primeiro turno em Minas, Jaques Wagner foi o grande vitorioso do PT no primeiro turno. A escolha de Rui Costa, que foi seu secretário, foi criticada pela cúpula petista, mas surpreendeu na reta final, repetindo o que aconteceu com a primeira eleição de Jaques Wagner.

Nesta terça (7), Dilma vai se reunir com os governadores eleitos do PT, como o ex-ministro Fernando Pimentel, novo governador de Minas Gerais, quando vai definir a estratégia conjunta de segundo turno. A ideia é fortalecer sua campanha em Minas, onde ficou à frente de Aécio, e reformular a estratégia em São Paulo, onde pretende reduzir a vantagem do senador mineiro.