Presidente do PSDB-MG faz balanço das eleições para o partido

Marcus Pestana relata que, agora, momento é de pensar na campanha de Aécio Neves para o segundo turno

iG Minas Gerais | Paula Coura |

Após 12 anos à frente do governo de Minas, o PSDB sai derrotado das urnas. Erros de estratégia e falta de um "terceiro nome" são alguns dos fatores apontados pela executiva estadual do partido para que o candidato Pimenta da Veiga não levasse as eleições para o segundo turno.  Mas, com a ascensão de Aécio Neves nas urnas, com uma margem de diferença menor do que haviam apontado as pesquisas eleitorais, o diretório tucano no Estado disse que, primeiro,  vai concentrar os esforços na eleição do candidato do PSDB à Presidência.

"Vamos fazer o papel de toda democracia, estruturar os aliados e fazer uma oposição de controle muito efetivo em Minas. Devemos ter uma grande representação na Câmara e na Assembleia. Mas, nesse momento, vamos concentrar forças na campanha de Aécio", avalia Marcus Pestana, presidente do PSDB-MG.

Eleito para mais um mandato de deputado federal, ele ainda faz um balanço das eleições ao governo do Estado. "Diferente da eleição presidencial, não havia uma terceira via sólida. Também é preciso reconhecer que cometemos alguns erros", relatou Pestana.

Agora, segundo o presidente do PSDB-MG, o partido já começa a se reunir para definir as estratégias para o segundo turno presidencial. "Vamos nos reunir amanhã e terça-feira para definir como será a campanha de Aécio daqui para frente", finalizou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave