Casas de policiais são atingidas a tiros em SC

Segundo a Polícia Militar, já são mais de 80 atentados em 28 municípios

iG Minas Gerais | Da Redação |

As casas de dois policiais militares de Santa Catarina, uma em Blumenau e outra no Rio Grande do Sul, foram atingidas por tiros. Os ataques foram registrados na noite do último sábado (4), mas, segundo fontes oficiais, ninguém se feriu.   Também houve tentativa de incêndio a um veículo em Florianópolis e, em Tubarão, o fogo destruiu um caminhão de empresa de transportes. Já em Lages, um ônibus particular foi incendiado. Onda de violência O Estado enfrenta há uma semana uma onda de violência que atinge várias cidades. Segundo a Polícia Militar, já são mais de 80 atentados em 28 municípios. Entre as ações criminosas estão ônibus incendiados, ataques a prédios da polícia e disparos contra agentes de segurança pública. Três pessoas morreram desde o início dos crimes no Estado. Para tentar conter a violência, o governo do Estado e o Ministério da Justiça transferiram no sábado 20 suspeitos de comandar os atentados. Eles foram levados, pela polícia, de cadeias catarinenses para a penitenciária federal de Porto Velho (RO).   Na ocasião, o governador em exercício de Santa Catarina, o desembargador Nelson Schaefer Martins, disse que todos os 20 transferidos do Estado "são presos condenados e sentenciados". O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, não descartou que outras transferências aconteçam nos próximos dias, se isso for necessário. Homens da Força Nacional de Segurança chegaram a Santa Catarina na madrugada de sábado para ajudar a conter a violência. A transferência de presos e o envio da Força Nacional de Segurança foram as principais medidas para conter onda de ataques semelhante que havia ocorrido em 2013. À época, em uma única operação, 43 suspeitos foram transferidos para presídios de Mossoró (RN) e Porto Velho.

Leia tudo sobre: PoliciaistirosSanta Catarina