MS terá 2º turno entre PT e PSDB

Disputa pelo governo do Mato Grosso do Sul será entre Delcídio Amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB)

iG Minas Gerais | Da redação |

Cenário de uma das campanhas ao governo mais caras do país, Mato Grosso do Sul terá segundo turno entre Delcídio Amaral (PT) e Reinaldo Azambuja (PSDB). Delcídio, que é senador há 12 anos e fez uma campanha milionária, com produção do marqueteiro Duda Mendonça, teve 43% dos votos, com 93% das urnas apuradas. Azambuja, grande fazendeiro do interior do Estado, marcou 39%.

O tucano é a surpresa desta eleição, a mais concorrida do Estado nos últimos 16 anos, diz o cientista político e professor da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul) Daniel Miranda. Ex-prefeito de Maracaju, cidade de 42 mil habitantes com forte atividade agrícola, Azambuja tirou da disputa o candidato do governador Nelsinho Trad (PMDB), que no início da campanha aparecia em segundo lugar.

Apoiado por André Puccinelli (PMDB), governador em segundo mandato, Trad obteve 17% dos votos e ficou na terceira colocação. Sua saída da disputa eleitoral põe em xeque a polarização entre PT e PMDB que vigora no Estado. Há quase 20 anos, os dois partidos se revezam no governo.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave