São Paulo tem 495 urnas eletrônicas substituídas

Eleições no Distrito Federal foram tranquilas, com 138 urnas substituídas e cinco detenções

iG Minas Gerais |

O desembargador do Tribunal Eleitoral Regional de São Paulo (TRE-SP), Antônio Carlos Matias Couto, disse há pouco que 495 urnas eletrônicas foram substituídas no Estado de São Paulo. Esse número corresponde a 0,55% do total de 90.026 urnas. Na capital paulista foram 95 de um total de 24.529, o que corresponde a 0,39%. No interior do Estado foram 400 de um total de 65.497 (0,61%).

De acordo com o desembargador, pelo menos 19 pessoas foram presas. As prisões aconteceram em Itapeva, Cajabi, Pindamonhangaba, São Bernardo do Campo, Serrana, Duartina, Mongaguá, Ribeirão Preto, Jandira, Sorocaba, Hortolândia, Francisco Morato, Ferraz de Vasconcelos e Coronel Macedo. Os presos foram enquadrados no artigo 39, parágrafo 5º.

“Dessas prisões, 15 foram por boca de urna, uma por transporte ilegal de eleitores e três por divulgação de propaganda", explicou.

Apesar dos incidentes, o desembargador ressaltou que o pleito ocorreu com tranquilidade em todo o Estado.

"Eu quero salientar que se nós conseguimos realizar tudo como foi hoje e chegar a bom êxito no final dos trabalhos, isso de deveu principalmente à atuação dos servidores do TRE-SP, das zonas eleitorais, dos chefes de cartório e de todos os cidadãos que foram convocados para trabalhar e compareceram", falou Couto.

Distrito Federal

A votação no Distrito Federal terminou pouco depois do horário de encerramento, de acordo com informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), porque eleitores ainda estavam nas filas de votações em algumas localidades. Seções na Ceilândia, Granja do Torto, em Samambaia, no Riacho Fundo I e II e Paranoá foram as que mais atrasaram o fim das atividades. Ao todo, 138 urnas foram substituídas no DF, segundo o Tribunal.

Balanço do TRE-DF revelou que cinco candidatos foram detidos, sem prisão. Número depois deminuído para três pelo procurador eleitoral Elton Ghersel. Os nomes não foram divulgados. Ao todo, foram registradas 25 ocorrências entre boca de urna, divulgação de propaganda e outros motivos.

A Justiça Eleitoral vai apurar dois casos estranhos, verificados em seções da Asa Norte e do Guará. Os eleitores não puderam votar porque as máquinas biométricas não aceitaram as digitais, e apareceram  avisos de que já tinham comparecido.

Agência Brasil

Leia tudo sobre: eleições 2014políticaapuraçõesbalançoestados