TSE registra 1.662 ocorrências e 55 candidatos presos

Dos candidatos presos, 16 são do Rio de Janeiro, oito do Pará, seis da Bahia, cinco do Paraná e quatro do Ceará

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) registrou 1.662 ocorrências até as 14h10 deste domingo. Segundo balanço divulgado nesta tarde pelo órgão, 55 candidatos e 496 eleitores foram presos por irregularidades. Assim como no balanço divulgado no final desta manhã, o Rio de Janeiro continua sendo o Estado com o maior número de casos. Dos 55 candidatos presos, 16 são do Rio de Janeiro, oito do Pará, seis da Bahia, cinco do Paraná e quatro do Ceará. Em relação aos eleitores, 134 foram presos no Rio, 75 em Minas Gerais, 43 em Pernambuco e 41 na Bahia. O principal motivo que levou candidatos à prisão foi a boca de urna, com 22 registros. Outros 11 foram presos por transporte ilegal de eleitores e quatro por compra de votos. Em relação aos eleitores, a boca de urna responde por 310 detenções, a divulgação de propaganda, que é proibida no dia da eleição, encarcerou 71 pessoas. O balanço também mostra que foram substituídas 3.122 urnas eletrônicas que apresentaram problemas, o que representa 0,72% do total de urnas disponibilizadas em todo o país. SELFIES Em relação a casos de eleitores que estão postando "selfies" supostamente feitas no ato da votação, o presidente do TSE, Dias Toffoli, já havia afirmado mais cedo que os casos precisam ser investigados. Apesar disso, destacou que a preocupação da Justiça Eleitoral não está ligada à "vaidade", mas à possibilidade de eleitores registrarem seu voto por algum tipo de coação ou como prova para a venda do sufrágio. "O que mais preocupa não é a vaidade, é aquela situação que a pessoa é coagida a levar um elemento de prova a quem a coagiu para mostrar que ela votou. Por isso a Justiça não deixa levar máquina (...) um selfie é mais vaidade, mas analisaremos e aprimoraremos as maneiras de fazer esse controle", disse.

Leia tudo sobre: tseocorrenciascandidatospresoseleiçoes