Minas é o 2º no ranking de crimes eleitorais

Segundo o TSE, até o fim da manhã, Estado registro 148 casos; Rio lidera com 169 ocorrências; houve 24 denúncias de compra de votos até então

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

undefined

Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgados neste domingo, 05, mostram que o Rio de Janeiro é a unidade da federação com o maior número de ocorrências de crime eleitoral. Até 11h28 haviam ocorrido 169 registros, sendo 45 prisões de não candidatos e dez de candidatos. Em segundo lugar está Minas Gerais, com 148 casos. A terceira posição é da Bahia, com 105. Segundo o tribunal, ocorreram 24 casos de compra de voto em todo o País.

Roraima e Amapá não apresentaram qualquer registro. São Paulo, o maior colégio eleitoral do País, registrou 24 crimes eleitorais. O Distrito Federal apresentaram oito. Segundo o presidente do TSE, Dias Toffoli, em proporção ao tamanho do pleito, o total de problemas não é significativo. Ele evitou, durante entrevista em que fez um balanço operacional das eleições, definir um horário para terminar a apuração de voto.

"Não há previsão de horário para fim da apuração de votos", disse. "Penso que não haverá atrasos e tudo está dentro da normalidade. Isso não é uma competição de apuração de votos", argumentou. Segundo ele, o que é necessário é se fazer a eleição com segurança e ter o resultado anunciado em horário adequado.

Biometria

Toffoli disse em entrevista que a biometria está funcionado no Distrito Federal e em outras regiões onde a forma de identificação está sendo testada. Classificou como natural a ocorrência de alguns atrasos e problemas e disse que todas as questões que têm surgido no decorrer do pleito relacionado às urnas têm sido resolvidas.

"Todas as questões de biometria são residuais", disse. "Como no DF essa é a primeira eleição com 100% de identificação biométrica, ocorreram alguns problemas. Com certeza até as 17 horas todos os eleitores do DF terão votado", afirmou.

Toffoli, no entanto, admitiu que pode haver fila em alguns colégios eleitorais, mas garantiu que todos serão atendidos. Destacou ainda que apenas um cidade no Rio Grande do Norte, denominada Santo Antônio, está usando cédula de papel. "Para o tamanho dessa eleição, as ocorrências estão dentro de um padrão de normalidade", reforçou.

Exterior

As eleições de 2014 para brasileiros que votam em solo estrangeiro já foram encerradas em 50 países. Segundo Toffoli, o pleito nessas regiões ocorreram sem qualquer registro de problemas. Até 11h28, a eleição ainda faltava ser concluída em 39 países.

Toffoli destacou ainda que as últimas cidades a votar estão localizadas nos Estados Unidos (Los Angeles e São Francisco) e no Canadá (Vancouver), onde a votação será encerrada às 21 horas horário de Brasília.

Santa Catarina

O presidente do TSE falou também sobre os ataques que têm ocorrido em Santa Catarina. Segundo ele, os problemas não têm relação com as eleições e estão sendo tratados pelas autoridades competentes. "O que houve em Santa Catarina está sendo tratado como situação de rotina, de dia a dia", disse.

Ele também falou sobre os incêndios no Maranhão. "Houve um episódio em que um local de votação foi alvo de incêndio. Essas questões todas vão ser investigadas", afirmou.

Estadão Conteudo

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave