No país, 22 candidatos já foram presos

Segundo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já foram registradas ocorrências envolvendo 166 candidatos, e o maior problema é a divulgação de propaganda irregular

iG Minas Gerais |

Presidente do TSE , Dias Toffoli ,  vota no Distrito Federal
Política - 05/10/2014 12h47
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agencia Brasil
Fabio Rodrigues Pozzebom
Presidente do TSE , Dias Toffoli , vota no Distrito Federal Política - 05/10/2014 12h47 Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agencia Brasil

Até o início da tarde de hoje (5), 22 candidatos foram presos no país por envolvimento em crimes eleitorais. segundo dados parciais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o tribunal, foram registradas ocorrências envolvendo 166 candidatos. O maior problema é a divulgação de propaganda irregular, com 102 registros e duas prisões: uma no Acre e uma no Paraná. Os Estados que registraram mais problemas com propaganda irregular foram: Amapá (31 ocorrências), Rio de Janeiro (18), Maranhão (16) e Mato Grosso do Sul (14). Os dados parciais foram divulgados pelo presidente do TSE, Dias Toffoli. Problemas com boca de urna estão em segundo lugar, com 31 registros e oito prisões: sendo três delas no Rio de Janeiro, onde houve também quatro prisões por fornecimento ilegal de alimentos e duas por compra de votos. Houve também uma prisão pelo mesmo motivo no Acre. O ministro Dias Toffoli lembrou que os candidatos têm direito a visitar seções e conversar com os eleitores, e que isso não pode ser confundido com boca de urna. “Nessas situações, o que o candidato não pode fazer é pedir votos”, disse. “De modo geral, nenhuma ocorrência significativa aconteceu. Apenas [situações] corriqueiras”, acrescentou o ministro.  

 

Agência Brasil

Leia tudo sobre: Eleições 2014TSEcrimes eleitorais