Fernando Meirelles: por que voto em Marina Silva

"Há pouca gente tão antenada e com boas ideias”

iG Minas Gerais | Fernando Meirelles |

Um dos principais nomes da recente produção brasileira, Meirelles ganhou notoriedade mundial após
Alexandre Ermel/Divulgação
Um dos principais nomes da recente produção brasileira, Meirelles ganhou notoriedade mundial após "Cidade de Deus" (2002) e "Ensaio sobre a Cegueira" (2008)

Duas razões principais me levam a votar na Marina: a sustentabilidade e a educação. Este é o diferencial da Marina, ela tem visão estratégica, pensa em longo prazo. Marina compreende que a questão ambiental, a preservação das nossas florestas e mangues, por exemplo, não é um problema brasileiro, mas uma questão global.

A floresta amazônica produz as chuvas que regam praticamente todo o país e parte da América Latina, mas o desmatamento aumentou 29% no ano passado, e, vergonhosamente, a Dilma não assinou na cúpula do clima da ONU, neste mês, o acordo se comprometendo a acabar com desmatamento até 2022. Um desastre anunciado.

Os mangues são o berço da vida no mar, mas o governo deixou passar no novo Código Florestal um parágrafo que permite a criação de camarão nessas áreas, atividade que destrói o mangue e que, por ser feita sob concessão, é exercida por deputados.

Como educadora, Marina pensa na escola pública não como um lugar para formar mão de obra, mas para formar cidadãos. Para isso, seu projeto de melhora na qualidade de ensino tem a cultura e a ciência como pilares. É lindo.

Sua grande parceira nesse projeto, Neca Setubal, tolamente criticada por ser filha de banqueiro, criou e dirige o Cenpec, um centro de estudos e pesquisas de educação que pensa e trabalha com qualidade em escolas públicas há 25 anos. Há pouca gente tão antenada na área como eles e com tantas boas ideias já testadas. Esse grupo pode virar a mesa e revolucionar a educação. Voto na alternância de poder e no fim do sistema de troca de cargos por apoio que o PT institucionalizou. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave