Pra fora do banho

A próxima parada da beleza são os fios com aspecto molhado. Vai encarar?

iG Minas Gerais | Lorena K. Martins |

Barbara Bui trouxe modelos com cabelos grudados com gel e uma tiara zigue-zague
Francois Mori
Barbara Bui trouxe modelos com cabelos grudados com gel e uma tiara zigue-zague

Quando a gente menos espera, a moda chega e propõe algo que a gente nunca imaginou que iríamos usar em sã consciência. E é assim também com a beleza. Ela abraçou há algumas temporadas um ideal de natural que há muito tempo não se via nas passarelas, dignas de mostrarem makes impecáveis e, por vezes, bem carregados. O novo atrativo, talvez baseado na pegada do normcore que anda dando o que falar, é investir na pele sem grandes intervenções e, nos cabelos, dar uma nova chance para usá-los naturais, mais precisamente com ares de quem acabou sair do banho. Molhados mesmo.

Já antecipada em algumas temporadas nacionais como na Forum, Iódice e Lenny, por exemplo, o efeito molhado - chamado também de “wet” – praticamente ditou o backstage da semana de moda de Paris. A pegada foi de fato mais com ares de penteado natural, como mostrou a Balmain e Jacquemus. O efeito, sem dúvida, foi conquistado com uma ajudinha do gel ou spray fixador, como mostrou também a atriz Isis Valverde, em uma de suas aparições na Cidade Luz na última semana. Efeito molhado, digno de red carpet e, por que não, possível de ser copiado?

Mas como a realidade é mais dura do que a beleza do desfile – e das atrizes superproduzidas – há quem torça o nariz para o estilo pós-banho. “Eu acho ótimo esse tipo de cabelo mais puxado para editorial de moda, mas, eu acredito que não seja fácil pra mulher usá-lo no dia a dia, porque não obrigatoriamente o cabelo fica incrível, com textura de molhado, quando ela faz sozinha. Sem contar que aqui no Brasil, que é um país tropical e tem muita oscilação de clima, isso pode deixar a mulher como se não tivesse se arrumado”, acredita Marcos Proença, o cabeleireiro preferido das celebridades.

Molhado fake

Menos despojada e mais produzida, a adaptação no dia a dia pede um pouco de cautela. De acordo com Marcos Proença, os cabelos finos e lisos são os mais adaptáveis, digamos, a esse tipo de penteado. “Os cabelos que garantem o liso ficam seguros do começo ao fim da festa. A mulher fica com o mesmo visual, sem correr o risco de desmanchar. Os fios cacheados ou crespos, conforme vão secando, perdem o efeito e não ficam legais”, acredita.

Para encarar o banho para ir à festa, Pro não dispensa a finalização com spray de fixação média ou forte, e com brilho – justamente o truque do efeito molhado. “Indico fazer escova e chapa, jogar os fios para trás com um risco no meio ou na lateral, descobrindo o rosto, e jogar o spray em cima para garantir a fixação por mais tempo. Eu acho moderno, e tem tudo a ver com esse estilo de cabelos que vimos nas fashion weeks internacionais”, ensina.

Dicas dadas, selecionamos imagens que podem te inspirar a se jogar no pós-banho, com juízo, é claro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave